Greve dos caminhoneiros

Caminhoneiros goianos poderão entrar em greve por conta do preço do diesel

Em São Paulo será realizado um movimento nacional.

Os caminhoneiros reivindicam o fim da política de preços da Petrobras e Lei do Piso Mínimo de Frete

Quase 700 mil caminhoneiros autônomos que atuam em Goiás se reunirão em uma assembleia nacional em São Paulo.

A ideia é debater sobre uma paralisação da categoria e se for confirmada, será considerada a segunda em menos de cinco anos. Em 2018 os efeitos na economia durante dez dias de paralização sem o transporte ocasionou em desabastecimento de alimentos e alta nos preços em todo o país.

O presidente do Sinditac – Sindicato dos Transportadores Autônomos de Cargas, Vantuir José Rodrigues, afirma que a situação está insustentável.

No dia 11 de junho ocorrerá a decisão final, em Guarulhos, no interior de São Paulo, mediante ao 6º Encontro Nacional dos Caminhoneiros. O dirigente sindical alerta para o risco de escassez de diesel, pois já é uma realidade em alguns locais e poderá comprometer os preparativos para a plantação de nova safra no estado.

Vantuir comenta que o diesel está faltando em vários lugares e nessa mesma época do ano gasta-se mais devido a preparação da terra para novos plantios e com a política da Petrobras de preços fica pior a situação.

A categoria dos caminhoneiros discutirá além da política de preços da Petrobras sobre os combustíveis, outras quatorze pautas, como o julgamento da constitucionalidade pelo STF – Supremo Tribunal Federal da Lei do Piso Mínimo de Frete e o retorno da aposentadoria especial após 25 anos de contribuição ao INSS – Instituto Nacional do Seguro Social, onde o piso deve levar em consideração os custos do óleo diesel, pedágios etc.

Já o governo Federal começa a estudar a possibilidade de racionar o diesel para evitar a falta de óleo no país, que pode já ocorrer a partir deste mês, priorizando o abastecimento de veículos de transportes essenciais, como ambulâncias e transporte de grãos.

A escassez do diesel está relacionada aos problemas das sanções econômicas à Rússia devido a guerra com a Ucrânia e o risco de fechamento temporário das refinarias dos Estados Unidos e Caribe, face ao início da temporada de furacões.

Redação – Brasil do Trecho

Esta postagem foi publicada em 3 de junho de 2022 10:10

Compartilhar
João Neto

Sou apaixonado pelo empreendedorismo, caminhão e ônibus e Hoje me dedico 100% aos amigos caminhoneiros com noticias e dicas da estrada.

Deixe um comentário

Postagens recentes

Com a redução do ICMS o preço da gasolina tem baixas nos postos de combustíveis

Governador do RJ comenta que haverá fiscalização e que postos poderão ser multados se recusarem…

4 horas atrás

Mercedes “Terezona” de 1924 a 1934

Essa linha de caminhões ficou conhecida como Terezona, em que a cabine era muito quente…

4 horas atrás

Mais de 50 caminhões são recuperados pela polícia em operação contra roubo de cargas

Mais uma ação bem sucedida da Polícia Civil e da Polícia Rodoviária Federal, desarticulando organização…

4 horas atrás

Modelo de caminhão D – 11000 o maior sucesso da FNM

Você sabia que a FNM chegou a produzir motores de avião, geladeiras, compressores, tampinhas de…

6 horas atrás

Veja como cadastrar o auxílio caminhoneiro e quem tem direito

Nesta quinta (30) a PEC – Proposta de Emenda à Constituição que prevê o aumento…

7 horas atrás

Caminhoneiro sobrevive ileso a acidente por milagre

A imagem é assustadora, mas, o motorista sobreviveu Já viu aquela frase, "nasceu de novo"?…

10 horas atrás