Combustível

Bolsonaro declara guerra e vai solicitar CPI da Petrobras nesta segunda

Será uma manobra do governo às vésperas das eleições ou realidade? Qual o ganho real de abrir uma CPI a essa altura?

Bolsonaro alega declarar guerra à Petrobras?

Neste sábado (18), em Manaus, após um culto, o presidente Jair Bolsonaro declarou “guerra” à Petrobras e o executivo prometeu ainda que o Congresso Nacional irá aprovar uma CPI para investigar os sucessivos aumentos nos preços dos combustíveis.

Mas não seria melhor que o Congresso Nacional por iniciativa do governo Federal aprovasse uma nova política de preços da Petrobras ou uma forma de subsidiar os aumentos para reduzir os impactos desses aumentos aos brasileiros? Não seria mais eficaz para a categoria dos caminhoneiros?

Bolsonaro alega, há poucos meses de novas eleições, que abrirá uma CPI e que declara guerra contra a estatal, quando deveria utilizar os lucros da maior empresa do governo para agir em prol dos brasileiros e uma guerra à essa “altura do campeonato”, trará somente mais despesas inúteis e votações à frente de outras mais importantes.

Garante o presidente que conversou com o líder do governo e com o presidente da Câmara para que abram uma CPI nesta segunda (20). “Vamos para dentro da Petrobras”, declarou e alega que conversou com parlamentares e que terá apoio.

A petroleira anunciou nesta sexta (17) mais um novo reajuste nos preços dos combustíveis e a gasolina sobe nas refinarias tendo um aumento de 5,18% e o diesel 14,26%.

Mas a União mesmo sendo a acionista majoritária, dos 11 conselheiros ela escolhe seis e eles votam a favor de manter a política de preços praticada pela Petrobras.

E se o governo é o maior beneficiário dos lucros da estatal, o presidente da República alega como inadmissíveis os dividendos da petroleira!

É uma alegação que na verdade não conseguimos entender ao certo, dizendo “agora que o papel social está definido e que esse lucro abusivo poderia ser resolvido”, criticou o presidente Bolsonaro.

As ações da Petrobras após o comentário do presidente caíram 6% na Bolsa de Valores, perdendo R$ 28 bilhões em valor de mercado e Bolsonaro ainda alegou que nesta segunda, quando for instalada a CPI “vai perder outros R$ 30 bilhões”.

Se fosse para arriscar baixar o valor de mercado das ações da Petrobras, deveria ser para uma alegação mais cautelosa e benéfica para a população, como a votação de subsídios aos aumentos dos combustíveis, por exemplo!

Seria mais eficaz para resolver o problema atual dos caminhoneiros e uma alegação menos agressiva em relação ao mercado de ações, não é verdade!

E você caminhoneiro, o que acredita?

Redação – Brasil do Trecho

Esta postagem foi publicada em 20 de junho de 2022 11:27

Compartilhar
João Neto

Sou apaixonado pelo empreendedorismo, caminhão e ônibus e Hoje me dedico 100% aos amigos caminhoneiros com noticias e dicas da estrada.

Deixe um comentário

Postagens recentes

Com a redução do ICMS o preço da gasolina tem baixas nos postos de combustíveis

Governador do RJ comenta que haverá fiscalização e que postos poderão ser multados se recusarem…

5 horas atrás

Mercedes “Terezona” de 1924 a 1934

Essa linha de caminhões ficou conhecida como Terezona, em que a cabine era muito quente…

5 horas atrás

Mais de 50 caminhões são recuperados pela polícia em operação contra roubo de cargas

Mais uma ação bem sucedida da Polícia Civil e da Polícia Rodoviária Federal, desarticulando organização…

6 horas atrás

Modelo de caminhão D – 11000 o maior sucesso da FNM

Você sabia que a FNM chegou a produzir motores de avião, geladeiras, compressores, tampinhas de…

8 horas atrás

Veja como cadastrar o auxílio caminhoneiro e quem tem direito

Nesta quinta (30) a PEC – Proposta de Emenda à Constituição que prevê o aumento…

8 horas atrás

Caminhoneiro sobrevive ileso a acidente por milagre

A imagem é assustadora, mas, o motorista sobreviveu Já viu aquela frase, "nasceu de novo"?…

11 horas atrás