Lembra do motorista que arrastou casal em moto por 32 km há um ano? Ele não teve a CNH cassada

Esse caso aconteceu em março do ano de 2021 em que a esposa do motoqueiro morreu e ele sofreu ferimentos.

Motorista do caminhão estava sob efeito de drogas

Caso ganhou força nas redes sociais no ano anterior em que um motorista de um caminhão bateu na traseira de uma moto, arremessando a esposa do motoqueiro que acabou morrendo e ele conseguiu subir pelo caminhão até ficar pendurado na porta do condutor, sendo deslocado por cerca de 32 quilômetros pela BR-101, em Santa Catarina.

Sandra Pereira, que tinha 47 anos acabou falecendo e seu marido, Anderson Pereira, de 49, ficou ferido.

O motorista do caminhão estava sob efeito de cocaína e dizia para o motoqueiro que ele iria morrer, apesar de trata-lo de forma fria e como se não estivesse ali, não dando ouvidos aos pedidos de socorro.

O motoqueiro acabou se jogando acreditando que desta forma, talvez tivesse a sorte de sobreviver e conseguiu, porém com vários ferimentos.

Já o motorista do caminhão acabou sendo parado por outros motoristas e quase foi linchado, não fosse a intervenção da polícia. Ele cumpre prisão preventiva, porém sua CNH não foi cassada, por incrível que pareça, correndo o risco de voltar para as ruas sendo solto a partir de maio e acabar cometendo novos delitos.

O motorista cumpre prisão preventiva desde então, mas não teve sua CNH cassada. Ou seja, ele corre o risco de voltar para as ruas, caso seja solto em maio, porque o Detran-RS (Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul), onde a habilitação de Soares está registrada, afirma que eventual suspensão ou cassação da CNH depende da abertura de processo administrativo, que deve cumprir os prazos previstos na legislação, respeitando o direito ao contraditório e à ampla defesa.

Já a Polícia Rodoviária de Santa Catarina, comentou que lavrou, no total, cinco autos de infração para o motorista envolvido no acidente, das quais duas delas preveem como penalidade, a suspensão do direito de dirigir. São elas: deixar o condutor de prestar socorro à vítima de acidente e dirigir sob a influência de substância psicoativa.

Jeferson Alves Soares foi denunciado pelo MP-Ministério Público de Santa Catarina por tentativa de homicídio triplamente qualificado de Anderson Pereira e homicídio com dolo eventual de Sandra Aparecida Pereira e o caso seguirá para julgamento.

Redação – Brasil do Trecho

Esta postagem foi publicada em 18 de março de 2022 11:41

Compartilhar
João Neto

Sou apaixonado pelo empreendedorismo, caminhão e ônibus e Hoje me dedico 100% aos amigos caminhoneiros com noticias e dicas da estrada.

Deixe um comentário

Postagens recentes

Caminhoneiro alerta motoristas sobre distância de segurança entre os carros

A diva é muito importante durante períodos chuvosos O caminhoneiro do canal do YouTube diário…

6 horas atrás

Caminhoneiro com caminhão quebrado ganha surpresa inimaginável

Caminhoneiro é surpreendido por caminhonete na estrada Um vídeo muito emocionante divulgado pelo canal do…

6 horas atrás

Caminhoneiro irritado joga mercadoria no chão após manobra

Praticamente toda carga caiu após manobra realizada pelo motorista Que os ânimos dos caminhoneiros estão…

6 horas atrás

Nova bomba entre Neni e a Pakita surge nas redes sociais

O influenciador e caminhoneiro rasgou o verbo na nova polêmica A polêmica girou após o…

1 dia atrás

PRF desmonta pneu para  encontrar 200 kg de droga no interior

Caminhoneiro que transportava 200 kg de droga dentro de pneu acaba preso A Polícia Rodoviária…

1 dia atrás

Caminhoneiro leva multa por excesso no eixo a apenas 10 quilômetros do destino da carga

O caminhoneiro havia viajado cerca de mil quilômetros Um caminhoneiro não teve muita sorte enquanto…

1 dia atrás