Caminhão

Conheça a história do Japão na fabricação de caminhões e motores gigantes

São os motores de caminhões pesados, comuns no Japão dos anos 90, V8, V10 e V12, com deslocamento acima de 20 litros e diesel sem turbo.

Veículos eficientes, aproveitamento inteligente do espaço interno e motores econômicos e esportivos, com excelente desempenho e ainda pequenos? 

Os carros japoneses são caracterizados no mundo inteiro pela eficiência, nos vários sentidos. Com caminhões isso deve se repetir, certo? Nem sempre.

Em 2005 os japoneses usavam alguns motores diesel de 8, 10 ou 12 cilindros e com até 30 litros de deslocamento, mas soa surreal quando se trata de um país como o Japão.

Vejam alguns modelos de caminhões japoneses

O mercado de caminhões no Japão é composto dos tradicionais fabricantes do país: A Hino pertence a Toyota, a Mitsubishi-Fuso é a divisão de caminhões da marca dos três diamantes, a Isuzu é independente, mas deixou a linha de carros de passeio para focar em veículos comerciais e a UD se chamava Nissan Diesel até 2010 mas hoje pertence a Isuzu.

A Isuzu 

Responsável por fazer um caminhão com o motor mais potente do Japão em 1997, o Gigamax, que vinha equipado com um motor 10TD1, V10 diesel, com 30 litros de deslocamento e aspiração natural. Potência de 600 cv e torque de 2.059 nm. 

Mitsubishi Fuso

Tinha motores grandes V8 e V10 diesel no caminhão Super Great. O maior era um V10 de 26,5 litros, que produzia 520 cv e 1.810 nm.

O Super Great promoveu uma inovação mundial no mercado de caminhões. Em 2000, lançou o primeiro airbag de joelhos. No ano de 2003, essa linha de motores em V foi descontinuada 2 anos depois que a Mercedes-Benz virou acionista majoritário da Mitsubishi Fuso.

No lugar dele foram adotados motores alemães da Mercedes.

Hino 

Seus motores V8 iam até 20,7 litros, nos caminhões Super Dolphin Profia. A Hino não brigava diretamente com as fabricantes gigantes.

Durante os anos 90, a Hino já oferecia motores seis cilindros turbo, com força para rivalizar com os V8 aspirados dos rivais.

.

Por que usavam motores tão grandes?

No caso do Japão é a falta de leis de emissões, até o começo da década de 2000. Como os motores de caminhões não eram fiscalizados, unidades mais simples, origem antiga e alto deslocamento eram utilizadas.

Os motores grandes eram utilizados principalmente em uso pesado. O Isuzu Gigamax de 600 cv foi utilizado no transporte especializado de cargas especiais e em construções, usando um chassi mais rígido.

Os motores em V eram a opção por serem mais achatados fisicamente. 

Nos anos 1990 já era demonstrada preocupação com esses motores gigantes, com artigos apontando que não iriam durar até a virada do século. A partir do ano de 2003, o Japão adotou leis mais duras de emissões para caminhões e colocou um fim nesses motores.

Hoje em dia os caminhões japoneses estão parecidos e alinhados com o resto do mundo e até buscam alternativas para o diesel como o gás natural e o hidrogênio.

Redação – Brasil do Trecho

Esta postagem foi publicada em 25 de novembro de 2021 11:57

Compartilhar
João Neto

Sou apaixonado pelo empreendedorismo, caminhão e ônibus e Hoje me dedico 100% aos amigos caminhoneiros com noticias e dicas da estrada.

Deixe um comentário

Postagens recentes

Pneu de carreta fura e provoca incêndio em carga de diesel e gasolina

Caminhão-tanque pega fogo em município do Rio Grande do Sul Na tarde da última terça-feira(02)…

3 horas atrás

Cerca de 100 pessoas se aglomeram para saquear carga de frango

Caminhão com carga congelada tomba e é saqueado em município baiano Na manhã da última…

3 horas atrás

Audiência pode alterar obrigatoriedade sob exame toxicológico

O novo regulamento pode trazer um impacto sob cerca de 10 milhões de motoristas Uma…

3 horas atrás

Tendência caminhões não devem mais utilizar espelho retrovisor

Scania decide aposentar de vez o espelho retrovisor em caminhões ofertados na Europa  A Scania…

3 horas atrás

Nova picape Ford Ranger Black inova no mercado

A Ford Ranger vem com um motor 2.2 movido a Diesel A nova versão da…

3 horas atrás

Com motor de Camaro a nova picape Silverado da Chevrolet pode voltar ao Brasil

Essa nova picape da Chevrolet foi lançada esse ano e poderá chegar aqui em breve.…

4 horas atrás