Combustível

“Monopólio” Lira defende revisão da política de preços dos combustíveis pela Petrobras

Críticas de que tratam do monopólio da Petrobras do gás de cozinha e falta de investimento energético por parte da estatal

Política da Petrobras deve ser revista inclusive a parte de investimento energético, afirma o presidente da Câmara

Para Arthur Lira, a Petrobras não pode somente preocupar-se em distribuir recursos para os acionistas. A estatal possui capital público-privado e por esse motivo é importante rever sua política de investimento energético. 

Lira destacou em entrevista à Rádio CNN nesta quarta-feira (13) que o foco da discussão não é nem mudar a política de preços dos combustíveis praticada atualmente e nem a diretoria da empresa. “Ali funciona no automático”.

Não estamos falando de programa social nem de política pública. Estamos comentando do monopólio absurdo do gás de cozinha e da falta de investimento energético. É uma empresa predominantemente pública, existindo ali uma política que precisa ser revista. 

Lira debate sobre propostas que modificam a cobrança do ICMS dos combustíveis com a intensão de diminuir os preços, onde o valor do imposto seria calculado a partir da variação do preço dos combustíveis nos dois anos anteriores. Desta forma, teríamos redução imediata de 8% no preço da gasolina, 7% no do álcool e 3,7% no do óleo diesel.

O objetivo da proposta não é retirar a arrecadação dos estados, mas criar uma “bolsa de contenção” para evitar o repasse direto do aumento dos combustíveis para a população, face as variações do petróleo e do dólar.

O governo federal sabe que o ICMS está congelado desde 2004 e estamos em 2021. Ele é fixo e não aumentou, independentemente da variação do petróleo. Quanto ao gás esse é ainda mais crítico no Brasil. O monopólio da Petrobras é um absurdo. As pessoas estão usando lenha para cozinhar. Esses assuntos precisam ser tratados com transparência e não com versão, disse Lira.

 O que propomos é que em momento de crise, os estados possam deixar de ganhar mais, porém não perderão a longo e médio prazo, explicou Lira.

Redação – Brasil do Trecho

Esta postagem foi publicada em 14 de outubro de 2021 14:45

Compartilhar
João Neto

Sou apaixonado pelo empreendedorismo, caminhão e ônibus e Hoje me dedico 100% aos amigos caminhoneiros com noticias e dicas da estrada.

Deixe um comentário

Postagens recentes

Em Minas Gerais tanqueiros comemoram congelamento do ICMS do diesel

Ainda não é o ideal mas consideramos uma vitória, comenta o presidente do Sindtanque-MG, Irani…

11 horas atrás

BR-316 corre risco de nova interrupção a partir de terça (26) por caminhoneiros da região

Em protesto, caminhoneiros da região exigem reduções nos preços dos combustíveis e planejam bloquear a…

12 horas atrás

Pesquisa demonstra que quase 60% dos caminhoneiros apoiam a paralisação de 1º de Novembro

Pesquisa feita pela Fretebras no dia 21 de outubro em que ouviu anonimamente 2.023 caminhoneiros…

12 horas atrás

Greve está mantida para dia 1 de novembro, segundo as lideranças dos caminhoneiros

Quem quer viajar no feriado de finados, está preocupado se a greve dos caminhoneiros a…

13 horas atrás

Ao invés de avisar o caminhoneiro, preferiu filmá-lo fazendo uma manobra arriscada que veio a arrastar um veículo estacionado

Vídeo mostra um carro sendo arrastado, enquanto o caminhoneiro faz uma manobra.  O que é…

13 horas atrás

Novos aumentos da Petrobras no diesel e na gasolina

Segundo comunicado nesta segunda (25), a Petrobras reajustará os preços do diesel e da gasolina…

14 horas atrás