Greve dos caminhoneiros

Governo marca reunião no Palácio do Planalto com Associações representantes dos caminhoneiros na próxima quinta

Com o intuito de evitar a paralisação dos caminhoneiros, governo receberá em reunião na próxima semana, representantes da categoria.

Representantes do governo e da categoria se encontrarão na próxima semana

A reunião foi solicitada pelo deputado Nereu Crispim (PSL-RS) que é o presidente da Frente Parlamentar Mista dos Caminhoneiros Autônomos e Celetistas. Depois que a categoria decidiu, no último sábado, paralisar suas atividades em forma de protesto pelos constantes aumentos nos preços dos combustíveis.

O encontro ocorrerá na próxima quinta, às vésperas da greve programada para o dia 01 de novembro. Os representantes da classe dos caminhoneiros ratificarão a insatisfação com a atual política de preços adotada pela Petrobras em relação aos sucessivos aumentos no valor do diesel e de outros derivados do petróleo. A denominada (PPI) política de paridade internacional, que reajusta o valor dos combustíveis nas refinarias acompanhando as cotações do barril do petróleo no mercado internacional e na variação do dólar.

Crispim, representando a classe, comenta que os caminhoneiros exigirão que o governo deixe de adotar essa política ou institua um fundo para conter a alta dos combustíveis quando houver aumento no valor do barril de petróleo e do dólar.

Um projeto de lei de autoria do parlamentar Nereu Crispim, propõe que para arcar com os gastos desse fundo, a arrecadação de imposto de exportação de petróleo bruto seja usada como fonte de financiamento.

O parlamentar espera que a reunião possa mudar a ideia dos caminhoneiros sobre a paralisação nacional, mas frisou que a categoria tem toda a razão de realiza-la. Ele explica que como deputado, não é a favor da paralisação, que tem como desastroso exemplo o que ocorreu em 2018 e com aproximadamente 20% da população brasileira abaixo da pobreza, a situação seria pior ainda para eles, porém alegou que a nossa Constituição prevê que qualquer classe trabalhadora pode reivindicar seus direitos.

Crispim ainda complementou que precisamos ouvir o governo para saber se há alguma esperança para a solução desse problema, que é esse aumento desenfreado é péssimo e que mais nenhum caminhoneiro tem condições de fazer qualquer planejamento financeiro com resultado positivo.

Redação – Brasil do Trecho

Esta postagem foi publicada em 25 de outubro de 2021 06:10

Compartilhar
João Neto

Sou apaixonado pelo empreendedorismo, caminhão e ônibus e Hoje me dedico 100% aos amigos caminhoneiros com noticias e dicas da estrada.

Deixe um comentário

Postagens recentes

Pneu de carreta fura e provoca incêndio em carga de diesel e gasolina

Caminhão-tanque pega fogo em município do Rio Grande do Sul Na tarde da última terça-feira(02)…

2 horas atrás

Cerca de 100 pessoas se aglomeram para saquear carga de frango

Caminhão com carga congelada tomba e é saqueado em município baiano Na manhã da última…

2 horas atrás

Audiência pode alterar obrigatoriedade sob exame toxicológico

O novo regulamento pode trazer um impacto sob cerca de 10 milhões de motoristas Uma…

2 horas atrás

Tendência caminhões não devem mais utilizar espelho retrovisor

Scania decide aposentar de vez o espelho retrovisor em caminhões ofertados na Europa  A Scania…

2 horas atrás

Nova picape Ford Ranger Black inova no mercado

A Ford Ranger vem com um motor 2.2 movido a Diesel A nova versão da…

3 horas atrás

Com motor de Camaro a nova picape Silverado da Chevrolet pode voltar ao Brasil

Essa nova picape da Chevrolet foi lançada esse ano e poderá chegar aqui em breve.…

3 horas atrás