Caminhão

Caminhoneiros denunciam supermercado por não cumprirem lei do descarregamento dentro do prazo estipulado

Os motoristas tem que aguardar por diversas horas para descarregar

Na última segunda-feira(11), caminhoneiros denunciaram um supermercado que fica na divisa entre os estados de Maranhão e Piauí por não cumprirem com o acordo de descarga. Os profissionais alegaram que a empresa não está cumprindo com o prazo previsto para o descarregamento das mercadorias.

Os caminhoneiros também denunciaram que eles não estão recebendo nenhuma assistência para resolver o problema e que existem cerca de 10 a 15 caminhões esperando serem descarregados no mercado, e ainda alguns transportam alimentos perecíveis que podem estragar com a demora.

Em entrevista ao GP1, o motorista Helder Moreira Belo, afirmou que tem caminhoneiros na fila desde a semana passada.

“Têm caminhoneiros que estão aqui desde segunda-feira (04). Eu cheguei quinta-feira (07) e estou com o caminhão carregado com leite, tem veículos de outros colegas que estão carregados com demais alimentos perecíveis como frangos e margarinas, porém nem mesmo há alguma previsão para descarregar as mercadorias”, pontua Helder.

Os caminhoneiros também temem pela segurança no local, já que muitos estão com suas famílias nas ruas esperando a autorização do supermercado.

Conforme diz o artigo 11 da lei 11.442/2007 alterado pela lei 13.103/2015, o prazo máximo para descarregamento de transporte rodoviário de cargas é de 5h, contados a partir da chegada do caminhão ao endereço de destino. Após esse período o contratante deverá pagar o valor de R$1,50 por tonelada/hora ou multiplicado pela capacidade de carga do veículo.

Em nota, a empresa divulgou uma resposta sobre a situação que está ocorrendo.

“Para garantir a organização nas entregas de fornecedores, controlar o limite de estoque nos depósitos e otimizar o descarregamento de mercadorias, o Grupo adota, em comum acordo com as indústrias, o sistema de agendamento.

Entregas sem agendamento precisam, neste caso, aguardar o fluxo de descarregamento dos que cumpriram com o sistema de logística vigente, que foi adotado justamente para organizar o recebimento de mercadorias respeitando a capacidade de estocagem das lojas.

Como suporte aos caminhoneiros, é disponibilizado banheiro completo e área coberta para que possam aguardar o descarregamento.”

Redação – Brasil do Trecho

Esta postagem foi publicada em 12 de outubro de 2021 09:22

Compartilhar
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Postagens recentes

Em Minas Gerais tanqueiros comemoram congelamento do ICMS do diesel

Ainda não é o ideal mas consideramos uma vitória, comenta o presidente do Sindtanque-MG, Irani…

11 horas atrás

BR-316 corre risco de nova interrupção a partir de terça (26) por caminhoneiros da região

Em protesto, caminhoneiros da região exigem reduções nos preços dos combustíveis e planejam bloquear a…

12 horas atrás

Pesquisa demonstra que quase 60% dos caminhoneiros apoiam a paralisação de 1º de Novembro

Pesquisa feita pela Fretebras no dia 21 de outubro em que ouviu anonimamente 2.023 caminhoneiros…

12 horas atrás

Greve está mantida para dia 1 de novembro, segundo as lideranças dos caminhoneiros

Quem quer viajar no feriado de finados, está preocupado se a greve dos caminhoneiros a…

12 horas atrás

Ao invés de avisar o caminhoneiro, preferiu filmá-lo fazendo uma manobra arriscada que veio a arrastar um veículo estacionado

Vídeo mostra um carro sendo arrastado, enquanto o caminhoneiro faz uma manobra.  O que é…

12 horas atrás

Novos aumentos da Petrobras no diesel e na gasolina

Segundo comunicado nesta segunda (25), a Petrobras reajustará os preços do diesel e da gasolina…

13 horas atrás