Caminhoneiro

Valor obtido do preço do frete tem déficit de 18,7%

Com a alta de produtos essenciais para o dia a dia dos caminhoneiros, como óleo diesel, as manutenções do veículo, os custos com os pneus, mão de obra e todos os tributos, estão deixando os caminhoneiros de cargas com déficit de 18,7% no valor final de rendimentos do frete.

Enfrentando tal problema, lideranças de entidades de todos os estados do Brasil nesse segmento, se reuniram no Conselho Nacional de Estudos em Transportes, Custos, Tarifas e Mercado/NTC intersindical, (Conet & Intersindical).

Algumas decisões foram tomadas:

  • Passar o Real preço do frete para o cliente;
  • Pedir ao secretário de fazenda dos seus determinados estados que deem pelo menos 15 dias de prazo para as empresas pagarem os tributos.

O Departamento de Custos Operacionais e Pesquisas Técnicas Econômicas da NTC & Logística, deram informações sobre a pesquisa feita. O responsável, Lauro Valdivia, fala sobre os números em percentuais e as consequências desse déficit.
“O número de empresários com tributos em atraso em agosto deste ano, segundo nossa pesquisa, é de 36,3%. Em janeiro de 2021, era de 30,9%. Em São Paulo, o governo dá 25 dias para que os tributos sejam pagos. Na maioria dos estados, as empresas têm três dias para pagar, o que aumenta a inadimplência.”

Desde que o índice começou a ser calculado em 2003, nos últimos doze meses houve a maior variação, é o que revela o estudo realizado em julho, que contou com a participação de cerca de 500 empresários do setor.

A variação alcançou inestimáveis 22,32%, medidas da inflação dos gastos para os transportadores.

O documento assinado pelas lideranças é uma luz do fim do túnel para os empresários.

Muitos já acreditam na melhoria nos últimos 6 meses (53%), já outros dizem não ter melhorado (17,5%), e uma grande porcentagem afirma está pior agora (29,5%).Lauro finaliza, “Esperamos que as reformas possam ser avaliadas com a atenção e a necessidade que precisamos, para de fato contribuir com uma melhora contínua desse segmento tão importante para o País, como outros da cadeia produtiva.”

Redação – Brasil do Trecho

Esta postagem foi publicada em 7 de agosto de 2021 13:21

Compartilhar
João Neto

Sou apaixonado pelo empreendedorismo, caminhão e ônibus e Hoje me dedico 100% aos amigos caminhoneiros com noticias e dicas da estrada.

Deixe um comentário

Postagens recentes

Com a redução do ICMS o preço da gasolina tem baixas nos postos de combustíveis

Governador do RJ comenta que haverá fiscalização e que postos poderão ser multados se recusarem…

5 horas atrás

Mercedes “Terezona” de 1924 a 1934

Essa linha de caminhões ficou conhecida como Terezona, em que a cabine era muito quente…

5 horas atrás

Mais de 50 caminhões são recuperados pela polícia em operação contra roubo de cargas

Mais uma ação bem sucedida da Polícia Civil e da Polícia Rodoviária Federal, desarticulando organização…

5 horas atrás

Modelo de caminhão D – 11000 o maior sucesso da FNM

Você sabia que a FNM chegou a produzir motores de avião, geladeiras, compressores, tampinhas de…

7 horas atrás

Veja como cadastrar o auxílio caminhoneiro e quem tem direito

Nesta quinta (30) a PEC – Proposta de Emenda à Constituição que prevê o aumento…

8 horas atrás

Caminhoneiro sobrevive ileso a acidente por milagre

A imagem é assustadora, mas, o motorista sobreviveu Já viu aquela frase, "nasceu de novo"?…

11 horas atrás