Caminhoneiros brasileiros podem entrar na Argentina

A categoria vem alegando falta de segurança no trabalho

A cidade argentina de Paso de Los Libres voltou atrás da decisão que havia suspendido a entrada e saída de caminhões pela fronteira com o Brasil, em Uruguaiana, na Fronteira Oeste. Um documento emitido na terça-feira alegava a falta de condições de segurança de trabalho para quem atua no transporte internacional de mercadorias. No começa da tarde desta quarta-feira , os veículos foram liberados para realizarem a passagem pela ponte internacional. Os motoristas brasileiros que ingressarem na Argentina são obrigados a apresentar um teste do tipo PCR com resultado negativo para a covid-19.

O documento suspendendo o trânsito entre os dois países foi emitido pela aduana argentina na terça-feira e direcionado ao delegado Cláudio Afonso Jaureguy Montano, titular da Alfândega da Receita Federal do lado brasileiro. «Escrevo-lhe com o propósito de informar que, porque não existir condições de segurança para que os condutores de nacionalidade argentina cheguem ao Terminal Aduaneiro da BR-290, o embarque para a República Federativa do Brasil de meios de transporte internacionais está suspenso, bem como a recepção e entrada no Complexo de Terminais de Carga. Por isso, solicito não liberar ou permitir a saída de caminhões para a Argentina», escreveu, em espanhol, Alfredo Nicolás Coutinho da Silva, chefe do Centro de Fronteira de Paso de Los Libres. Os caminhoneiros brasileiros alegam que a proibição foi uma represália após um protesto bloquear a passagem de veículos na ponte internacional na manhã desta terça-feira .

O motivo da manifestação foi a exigência, por parte da Argentina, de um teste negativo de covid-19 para ingresso no país. A decisão passou a valer na quarta-feira passada. Isso significa que o caminhoneiro tem somente dois dias, ou menos que isso, para ingressar na aduana e tentar cruzar para o outro lado. Isso ocasionou um descontentamento muito grande.

A secretária extraordinária de Relações Federativas e Internacionais do Rio Grande do Sul, Ana Amélia Lemos, disse que encaminhou o documento emitido pela aduana argentina ao Ministério de Relações Exteriores e que buscava quais providências estavam sendo tomadas sobre a suspensão da passagens dos caminhões.

Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Postagens recentes

Caminhão é flagrado transportando casa no Paraná

De acordo com a prefeitura o transporte deveria ter uma liberação Um morador filmou o…

14 horas atrás

Caminhoneiro colide ao tentar desviar de galho de árvore

O motorista de caminhão ficou ferido e precisou de atendimento médico Uma colisão entre dois…

14 horas atrás

Vídeo flagra carreta realizando manobra após ficar sem freio

Inacreditável manobra do motorista para evitar um grave acidente Nesta quarta-feira , uma carreta carregada…

14 horas atrás

Eixo de carreta se desprende em um retorno na Dutra

O condutor do caminhão realizava um retorno no viaduto do Cajueiro Uma carreta do tipo…

14 horas atrás

De acordo com polícia caminhoneiro teria dormido ao volante em acidente

Durante o atendimento uma das faixas ficou interditada Um caminhoneiro dormiu ao volante e bateu…

14 horas atrás

Vídeo caminhoneiro perde freio e conseguiu evitar grave acidente

Durante descida na Serra de Corupá o motorista viveu um momento de tensão Um vídeo…

14 horas atrás

Este site usa cookies.

consulte Mais informação