Sem estoque caminhões devem ser entregues no segundo semestre de 2021

Publicidade

O número de unidades comercializadas aumentou 13,23%

De acordo com dados divulgados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores – Fenabrave, para o mês de novembro referente ao ano de 2020 a negociação de caminhões zero km teve um incremento de 13,23% se comparado com o mês de outubro de 2020. A divulgação dos dados ocorreu no período vespertino desta quarta-feira (2).

Mas o cenário se comparado como ano de 2019, o mês de novembro que o total de veículos pesados comercializado foi de 9.163 unidades, houve um decréscimo na demanda de 1,55%. Se comparar os dados acumulado durante os 11 meses do ano de 2020, o resultado também se mostra negativo se comparado com o ano anterior. A queda dos veículos comercializados chega a mais de 14%, de janeiro a novembro de 2020 o mercado comercializou 79.572 caminhões e para o mesmo período no ano de 2019 a número chegou a 93.405 caminhões emplacados.

A Fenabrave, explica que como houve uma melhora na expectativa do PIB, resultou diretamente em um aumento no pedido de caminhões zero km. Mas o segmento ainda sofre bastante com a falta de matérias primaca tem afetado na linha de produção, consequentemente acaba limitando o número de caminhões fabricados que diretamente aumenta o valor dos veículos.

Explicou ainda o executivo da Fenabrave, que com uma taxa muito alta de aprovação e uma taxa de juros que em média estar sendo oferecida abaixo de 1%, vem fazendo com que o número de negociações aumente de maneira considerável. Assumpção Júnior diz que a depender do modelo escolhido, o tempo de entrega do caminhão fica apenas para o segundo semestre de 2021.  

O desafio não estar diferente para o segmento de implementos de acordo com Assumpção, o setor estar com uma produção limitada em decorrência da falta de materiais, mas vem recebendo um número elevado de pedidos. Então alguns produtos realizando o pedido agora, as fabricantes só conseguem entregar para no próximo ano.

O mercado de implementos vem de uma cresente nos 11 primeiros meses de 2020 com 60.024 unidades vendidas se comparado com o ano de 2019 com 58.506 unidades comercializadas. Já para o mês de novembro de 2020 o mercado sentiu uma cada e 5,1% se comparado com o mês de outubro.  

Ranking de quem vende mais por marca

A fabricante de caminhões Mercedes-Benz segue na liderança no ranking por marca, entre os meses de janeiro a novembro de 2020. A montadora vem representando cerca de 33,79% no total referente ao segmento de caminhões. Logo atrás a montadora de caminhões Volkswagen juntamente com a MAN tem uma representatividade de 29,12% na venda de caminhões. Em terceiro lugar a Volvo aparece com 16,61% na comercialização de caminhões seguida pela a Scania com 9,28%. A montadora Iveco tem cerca de 5,62% e a DAF representa 4,45% de veículos emplacados no ano de 2020.

Os modelos de caminhões mais vendidos é a categoria dos pesados, tem quase 50% de representação na venda de caminhões. A segunda posição fica com os caminhões semipesados com 26,77% de veículos emplacados entre janeiro a novembro de 2020. E no final a categoria dos leves com 9,95%, médios 9,24% e semileves 5,11%.

Publicidade
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Postagens recentes

Governo apresenta novas promessas aos caminhoneiros

Governo tenta minimizar risco de uma nova greve em fevereiro A categoria dos caminhoneiros vem reclamando e não é de…

16 horas atrás

PRF prendeu populares saqueando carga de caminhão tombando

Os agentes abordaram um veículo com caixas de cerveja Durante a última quarta-feira (20), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) conseguiu…

18 horas atrás

Governo do Bolsonaro vai alterar pesagem por eixo por peso bruto

Governo tenta se movimentar para evitar uma paralisação dos caminhoneiros em fevereiro O atual ministro da Infraestrutura do Brasil, Tarcísio…

18 horas atrás

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação