Publicidade

SP-065 E SP-332 têm interdições para recuperação do pavimento

Publicidade

De acordo com a concessionária responsável, bloqueios serão das 8h às 17h, fazem parte das obras de recuperação especial do pavimento

A concessionária responsável pelo Corredor Dom Pedro vai realizar alterações no tráfego das rodovias D. Pedro I (SP-065) e Prof. Zeferino Vaz (SP-332), neste sábado (14), das 8h às 17h, por conta das obras no pavimento.

De acordo com a empresa, a interdição na Prof. Zeferino Vaz será no Km 129, em Paulínia. O acesso do bairro Bonfim à pista sentido Cosmópolis estará interditado. Opção para os motoristas durante o período será pegar a pista sentido Campinas e fazer o retorno no km 126.

Ainda de acordom com a concessionária, na D. Pedro I, serão dois bloqueios: o primeiro, em Itatiba, com o fechamento para quem deixa a rodovia Luciano Consoline (SP-063) para a pista sentido Jacareí, no Km 102 da D. Pedro I. O motorista deverá adentrar à pista sentido Campinas e fazer o retorno no Km 106.

O segundo bloqueio será em Atibaia, com a interdição no Km 68, acesso à Avenida Jerônimo de Camargo. O motorista que estiver na pista sentido Campinas deverá fazer o retorno no Km 72 para adentrar à Avenida. Já para quem deixa a Avenida para seguir sentido Campinas terá que seguir pela pista sentido Jacareí da rodovia e fazer o retorno no Km 65.

Março de 2021

De acordo com a concessionária, até o fim de março de 2021 será concluída a recuperação do pavimento no trecho entre os Kms 65 e 113 da D. Pedro I, em Atibaia, Jarinu e Itatiba; e dos Kms 110 ao 134 da Prof. Zeferino Vaz, em Campinas e Paulínia.

Segundo a empresa, além da reconstrução de diferentes camadas do pavimento nos dois sentidos da via, em todas as faixas, são realizadas obras de drenagem, para ampliação da capacidade de absorção das águas da chuva.

Fonte: Estradas

Publicidade
Categorias caminhão
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação