Publicidade
Categorias CaminhãoEstradas

Rodosol no ES terão novas empresas para a cobrança de tarifa

Publicidade

De acordo com a Agência de Regulação de Serviços Públicos (ARSP), novo sistema entrará em vigor no dia 15 de dezembro


Os usuários do pedágio da Terceira Ponte e Praia do Sol, no Espírito Santo, terão novas empresas para a cobrança de tarifa no sistema automático, a partir de 15 de dezembro próximo, de acordo com a Agência de Regulação de Serviços Públicos (ARSP), que autorizou a alteração.

Ainda de acordo com a ARSP, a Via Expressa deixará de gerenciar o sistema que passará a ser ofertado pelas empresas Greenpass, ConectCar, Sem Parar, Veloe e Move Mais. O processo de autorização foi finalizado recentemente, e os equipamentos de pista estão sendo instalados pela concessionária Rodosol.

O novo sistema fará a leitura dos tags na frequência de 915 MHz, que é a utilizada pelas demais concessionárias em todo o país. Conforme determinação da ARSP, os usuários que optarem pela utilização dos serviços exclusivamente nas praças da Terceira Ponte e da Praia do Sol não terão custos adicionais, como taxas de recarga ou mensalidades, pagando somente a tarifa de pedágio.

Benefício ao usuário


A cobrança automática é um benefício para os usuários, e cada um poderá escolher a empresa e plano que melhor lhe atender. Cada uma delas oferece além da cobrança do pedágio opções para o uso dos tags em diferentes serviços como: pagamento de estacionamento, lanchonetes, restaurantes, rodovias pedagiadas, pagamento de abastecimento em postos de gasolina entre outros serviços oferecidos por cada empresa que faz uso de Tags.

Segundo a ARSP, o uso do sistema automático proporciona a diminuição do manuseio de cédulas e moedas, bem como contribui com a redução de congestionamentos nas praças de pedágio. Mais informações no site da ARSP.

Fonte: Estradas

Publicidade
Categorias ESTRADAS
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação