Publicidade

Praças de pedágio no trecho das BRs-364/365 estão autorizadas a cobrar

Publicidade

ANTT autoriza início de cobrança em duas praças de pedágio

A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT autorizou o início da cobrança de pedágio nas praças P1 e P2 do trecho concedido da BR-364/365/GO/MG, explorado pela Concessionária Ecovias do Cerrado S/A.

O trecho compreende 437 km de rodovias federais que ligam Jataí (GO) a Uberlândia (MG).

No total, o trecho concedido tem sete praças de pedágio, sendo quatro praças ao longo da BR-365, no trecho mineiro, localizadas nas cidades de Uberlândia (km 645+600), Monte Alegre de Minas (km 704+350), Ituiutaba (km 765+980) e Santa Vitória (km 835+950).

No estado de Goiás estão sendo construídas três praças de pedágio, localizadas em Paranaiguara (km 32+650), Cachoeira Alta (km 93+120) e Jataí (km 156+550).

Pela Deliberação nº 453, publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 04 de novembro de 2020, a ANTT autorizou o início de cobrança de pedágio nas Praças P1 e P2, localizadas nas cidades mineiras de Uberlândia (km 645+600) e Monte Alegre de Minas (km 704+350)

Na publicação, a ANTT informa que o reajuste indicou o percentual positivo de 15,33%, correspondente à variação do Índice Nacional de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA) no período, com vista à recomposição tarifária. Em consequência, a Tarifa Básica de Pedágio foi reajustada, antes do arredondamento, de R$ 4,21431 para R$ 4,86019.

Desta forma, a Tarifa Básica de Pedágio para a categoria de veículo 1 passa, com o arredondamento, para R$ 4,90 a ser cobrada nas praças de pedágio P1, em Uberlândia e P2, em Monte Alegre de Minas.

A medida passa a valer a partir do da 13 de novembro de 2020, dez dias após a publicação;

TRECHO CONCEDIDO

A operação pela Ecovias do Cerrado teve início no dia 20 de janeiro de 2020. O trecho total está divido nos estados de Goiás, com 192,7 quilômetros da BR-364, e 244,3 quilômetros da BR-365 em Minas Gerais.

Pelo contrato de concessão, com 30 anos de prazo, caberá à concessionária investir R$ 4,59 bilhões na realização de obras de modernização, recuperação, conservação, manutenção, operação da rodovia e serviços de atendimento aos usuários.

O trecho integra uma das mais importantes rotas para o escoamento de grãos do Centro-Oeste até o porto de Santos, além de ser rota importante para o abastecimento da região sul de Goiás e Minas Gerais, principalmente de produtos da indústria, materiais de construção e alimentos.

São 11 municípios, sendo cinco em Goiás (Aparecida do Rio Doce, Cachoeira Alta, Jataí, Paranaiguara e São Simão) e seis em Minas Gerais (Santa Vitória, Gurinhatã, Ituiutaba, Canápolis, Monte Alegre de Minas e Uberlândia).

Fonte: Diário do Transporte

Publicidade
Categorias ESTRADAS
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação