Publicidade

O primeiro caminhão elétrico da Irizar ganha prémios ambientais

Publicidade

O conceito do Irizar caminhão urbano tem vindo a ser reconhecido com a atribuição de prémios ambientais. Uma das distinções mais recentes veio da Comissão Europeia.

O primeiro caminhão elétrico da Irizar, desenvolvido em conjunto com a FCC Medio Ambiente, foi distinguido na edição de 2019-2020 dos Prémios Europeus de Meio Ambiente e a Empresa (Prémios EBAE) na categoria Produto e/ou serviço pelo projeto “Desenvolvimento de Plataformas Veiculares, Modulares e Autoportantes de Tração Elétrica de Alta Eficiência para Serviços Urbanos”.

O Irizar caminhão urbano é um caminhão elétrico, projetado para responder a diferentes necessidades do mercado, estando preparado para operar nas cidades e em ambientes urbanos sem produzir emissões. O primeiro modelo está equipado com uma carroçaria de carga lateral para recolha de resíduos sólidos.

A Comissão Europeia atribui os prémios EBAE desde 1987 como forma de reconhecimento das empresas que combinam com êxito a viabilidade económica dos seus negócios com a proteção do meio ambiente.

Desenvolvido pelo Grupo Irizar e a FCC Medio Ambiente, o Irizar caminhão urbano também ganhou um prémio nos World Smart City na categoria de Ideia Inovadora, evento integrado no programa do Congresso Smart City Expo World de 2019.

A produção em série de veículos como o caminhão urbano de recolha de resíduos, assente em chassis de emissões zero, permite uma redução drástica das emissões sonoras e de dióxido de carbono, além de uma diminuição de até 50% no consumo de energia em comparação com um veículo convencional.

Por outro lado, contribui decisivamente para a implementação da mobilidade elétrica em veículos de serviços urbanos nas áreas metropolitanas, com reflexos positivos ao nível das emissões de gases de escape e ruído, assim como na redução da pegada de carbono.

Publicidade
Categorias caminhão
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação