Publicidade

MAN prepara caminhões movidos a hidrogênio para teste

Publicidade

MAN e-TGM é uma das bases prováveis ​​para a criação de um futuro caminhão a hidrogênio

Até recentemente, o uso de hidrogênio em veículos comerciais era prerrogativa de desenvolvimento de empresas asiáticas – já falamos sobre esses estudos promissores da Hino e da Hyundai mais de uma vez. E agora parece que os europeus também estão se preparando para aderir ao movimento do hidrogênio. Não faz muito tempo, escrevemos que a Scania está testando uma técnica semelhante com força e força na Noruega. A Mercedes recentemente mostrou seu GenH2 futurístico . E agora a MAN anunciou planos para usar hidrogênio em seus caminhões no futuro.

Muito provavelmente, o MAN do hidrogênio será baseado no caminhão de entrega elétrico e-TGM. Já estamos familiarizados com esta máquina . Com uma reserva de marcha declarada de 180 km em uma das apresentações, este veículo, carregado com um peso bruto de 26 toneladas, consumiu 30% da carga da bateria em 30 quilômetros de corrida, o que demonstrou que sua quilometragem real mal chega à marca de cem quilômetros – você não irá longe.

Aparentemente, portanto, em seu futuro caminhão de hidrogênio, os manovitas são imediatamente guiados por uma quilometragem “sem parar” muito maior: afirma-se que deve percorrer até 800 km. Mas a empresa ainda não divulgou outros dados sobre uma novidade promissora, dizendo apenas que todo o enchimento de hidrogênio, incluindo células de combustível, já está pronto para testes completos.

Ao mesmo tempo, a empresa anuncia a criação de um motor de combustão interna, cujo principal combustível também será o hidrogênio. Mas nenhum detalhe adicional foi fornecido sobre esta pontuação ainda.

No entanto, a MAN não tem pressa. A previsão é que apenas o primeiro protótipo de caminhão a hidrogênio dessa marca apareça no próximo ano, e em alguns anos esse equipamento será transferido para alguns clientes para teste em operação real.

Publicidade
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação