Publicidade

Mais um trecho do Anel Viário de Fortaleza na BR-020 e liberado

Publicidade

TRECHO DO ANEL VIÁRIO DE FORTALEZA (BR-020) É LIBERADO AO TRÁFEGO

De acordo com o Dnit, obra faz parte de convênio entre o DNIT e a Superintendência de Obras Públicas (SOP)
Mais um trecho do Anel Viário de Fortaleza, na BR-020, próximo ao entroncamento com a CE-060, em Maracanaú (CE), foi liberado ao tráfego na sexta-feira (6), de acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Ainda de acordo com a Autarquia, a liberação tem como objetivo melhorar a fluidez de trânsito na região. A obra de duplicação é realizada por meio de uma parceria entre o Dnit e a Superintendência de Obras Públicas (SOP), do Governo do Ceará.

Segundo o Dnit, a aprovação dos projetos e o repasse do recursdo são de sua competência, enquanto a execução dos serviços e fiscalização, do governo estadual.

De acordo com o Dnit, a obra está orçada em R$ 257 milhões, e compreende a duplicação de 32 quilômetros do Anel Viário de Fortaleza, com previsão de conclusão para 2021.

O Dnit informou ainda que os recursos já estão garantidos e as questões relacionadas às desapropriações estão sendo solucionadas, restando apenas alguns pontos específicos para o avanço das obras.

Trechos concluídos


Segundo o Dnit, já foram finalizadas as pontes localizadas sobre os rios Coaçu, Gavião e Siqueira, os viadutos das BRs-020/222 e Tronco Norte, e das CEs-040/010 e 060. Na atual etapa, frentes de serviços se distribuem em diversos pontos ao longo do Anel Viário de Fortaleza. Para os próximos meses, a previsão é de liberação da passagem pelo viaduto no entroncamento com a CE-065, na cidade de Maranguape.

Responsável por fazer a interligação das rodovias que chegam à capital cearense (CE’s 010, 040, 060, 065 e BR’s 020, 116 e 222), o Anel Viário faz parte da BR-020 e passa por obras de duplicação que impulsionarão a infraestrutura rodoviária do estado e aumentarão a capacidade de tráfego da rodovia federal.

Isso garantirá uma melhor conexão entre os principais portos marítimos do Ceará (Porto do Mucuripe e Porto do Pecém), vai favorecer toda a Região Metropolitana de Fortaleza e beneficiará diretamente a produção industrial do estado.

Fonte: Estradas

Publicidade
Categorias caminhãoESTRADAS
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação