Publicidade

FPT industrial impulsiona o “caminhão sustentável do ano 2021”

Publicidade

Este motor de 6 cilindros fornece ao IVECO S-WAY NP 460 uma potência máxima de 338 kW / 460 cv a 1900 rpm e um torque de 2.000 Nm a 1100 rpm, com desempenho semelhante ao diesel. O design deste motor não só lhe confere fiabilidade e maior longevidade, mas também é o único motor a gás natural a ter uma autonomia de 1600 km e é a nova referência em termos de consumo, com 4,12 km por kg de gás.

O gás natural (GN) é atualmente a solução sustentável mais viável e menos cara, com a FPT Industrial liderando esse segmento com mais de 55.000 motores vendidos em todo o mundo. Os motores NG da marca reduzem significativamente as emissões de CO2 ao usar gás natural comprimido ou liquefeito. Eles também podem funcionar com bi metano, o que reduz as emissões a quase zero.

O Cursor 13 NG usa combustão estequiométrica e injeção sequencial multiponto, garantindo o melhor consumo de combustível da classe e menor ruído do que um diesel equivalente. Ele pode funcionar 100% com CNG, GNL ou bi metano e oferece economia de combustível de até 30-35% em comparação com o diesel. Para atender aos padrões de emissão Euro VI fase D, este modelo é baseado em um catalisador simples de três vias, sem recirculação dos gases de escape (EGR). O Cursor 13 NG é a melhor alternativa de baixo impacto ambiental para operações de longo curso, pois foi desenvolvido para atender a requisitos de alto desempenho e baixos custos operacionais sem comprometer a durabilidade.

O prêmio Caminhão Sustentável do Ano, agora em sua quinta edição, foi criado pela revista italiana Vado e Torno. Os vencedores são selecionados por um júri de jornalistas profissionais com base no índice de sustentabilidade apresentado por Vado e Torno.

Publicidade
Categorias caminhoneirodaf
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação