Publicidade

DNIT faz processo licitatório para manutenção e sinalização do Rio Paraguai

Publicidade

Segundo DNIT será realizado em trechos de Corumbá.

O do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), ligada ao Governo Federal, iniciou nesta quinta-feira (19), o início do processo licitatório para contratar empresa responsável pela dragagem, desobstrução e sinalização do Rio Paraguai, em Corumbá, a 417 quilômetros de Campo Grande.

Conforme o departamento, a manutenção deve garantir maior navegabilidade comercial, turística e de lazer para os viajantes que passam pela principal bacia hidrográfica da região pantaneira.

“A hidrovia do rio Paraguai é uma rota importante para o escoamento de grãos (soja, milho) e minérios (ferro e manganês), com destino à Argentina e Uruguai, de onde seguem para os mercados europeu e asiático. O DNIT atua para que a hidrovia do rio Paraguai tenha as condições necessárias para se obter a mais ampla liberdade de trânsito fluvial de transporte de pessoas, de bens, e a livre navegação ao longo do trecho. A empresa contratada realizará a manutenção das condições e dispositivos já existentes na hidrovia”, informou em nota.

As obras de dragagem, que é uma técnica de limpeza desassoreamento, alargamento, desobstrução, remoção, derrocamento ou escavação de material do fundo de rios, lagoas, mares, baías e canais, deve auxiliar na fluidez e segurança da navegação, além de garantir as atividades de pesca e recreação, que são intensas e tradicionais no Pantanal.

Nível da água


De acordo com o boletim hídrico do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), o rio está seguindo rumo a normalidade, após a severa estiagem deste ano. Segundo o levantamento de hoje, no trecho de Ladário, a régua já marca 8 centímetros.

Fonte: Correio de Corumbá

Publicidade
Categorias DNITESTRADAS
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação