Publicidade

Caminhoneiro cortou os pulsos após jogar caminhão no barranco

Publicidade

Caminhoneiro viajava em comboio com seus pais que desconfiaram da sua demora

Uma informação obtida no fim da tarde desta quarta-feira (4) junto ao IML de Jequié colocou fim ao mistério sobre a morte do jovem caminhoneiro, de 27 anos, natural de Santa Catarina, que teria sido encontrado morto na cabine do caminhão que ele conduzia, na BR-116, fato ocorrido na terça-feira (3).

O veículo que era dirigido por Cristian Alexandre foi encontrado pelos pais do rapaz, tombado às margens da estrada, nas proximidades de um barranco no entroncamento da BR-116 com a BA-555, via que dá acesso à Lafaiete Coutinho.

”Como ele demorava em nos acompanhar retornamos à sua procura e verificamos que o caminhão que ele dirigia havia tombado”, contou o pai de Cristian à polícia. O corpo apresentava cortes nos pulsos, pescoço e cotovelo. A linha de apuração da polícia era de que o caminhoneiro poderia ter cometido suicídio mas, outras hipóteses, não estavam descartadas.

Contudo, nesta quarta, a polícia prosseguiu com as investigações, acreditando que o caminhoneiro teria jogado o veículo na direção de um barranco, não indo a óbito, utilizou um cutelo para se cortar. Os pais de Cristian continuam em Jequié, onde o corpo permanece no IML e deve ser transladado para Santa Catarina na quinta–feira (5). // Blog Marcos Frahm.

Fonte: Vitoria da Conquista Noticias

Publicidade
Categorias caminhão
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação