Publicidade

Caminhões a hidrogênio da Mercedes e da Volvo cada vez mais perto

Publicidade

Se o caminhão elétrico já é uma realidade palpável para muitas das empresas de transporte e logística hoje, não há dúvida de que, nos próximos anos, começaremos a ver unidades movidas a hidrogênio que também se somam às suas frotas.

De facto, já existem vários fabricantes a apostar neste segmento, como é o caso da Daimler caminhões, que em breve será seguida, segundo as informações mais recentes, tanto pela Mercedes como pela Volvo.

De fato, devemos considerar os avanços de ambas as empresas ao mesmo tempo, pois seus primeiros modelos compartilharão algumas características essenciais, como o conjunto de força, após um acordo comercial entre o próprio Grupo Volvo e a divisão de caminhões Daimler.

Com esta assinatura, e após o pagamento de 600 milhões de euros na aquisição de metade das suas acções, o grupo multinacional de origem sueca ficará com 50% da Daimler caminhão, marca dedicada aos veículos a hidrogénio do alemão.

Com o objetivo de reduzir as emissões do transporte rodoviário de longa distância, este seria o impulso final para os caminhões da Mercedes e da Volvo virem a esquina.

Na verdade, já tivemos uma espécie de prévia do que veremos com a apresentação do Caminhão Mercedes-Benz GenH2 , um caminhão elétrico a célula a combustível que foi mostrado ao público em setembro passado, prometendo características como autonomia de mais de 1.000 quilômetros .

Publicidade
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação