Publicidade

A concessionária Triunfo registrou prejuízo líquido 24,8%

Publicidade

Receitas foram impactadas pelos efeitos da pandemia e pela redução de 37,32%

A concessionária Triunfo Participações e Investimentos (TPI) registrou prejuízo líquido 24,8% menor no terceiro trimestre em comparação com o mesmo período de 2019. O montante caiu de R$ 70,4 milhões para R$ 52,9 milhões. A receita líquida recuou 10%, para R$ 238,6 milhões, no período.

A administração da companhia informou, em balanço financeiro divulgado hoje, que, além da redução despesas operacionais, o prejuízo menor está relacionado à renegociação de dívidas da controlada Concebra, junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com o perdão dos encargos moratórios, e da quitação com deságio de uma dívida da Econorte no segundo trimestre de 2020.

A Triunfo esclareceu ainda que a receita bruta consolidada alcançou R$ 767,5 milhões entre janeiro e setembro deste ano, uma ligeira queda em relação aos R$ 768,0 milhões informados em igual período do ano passado.

De acordo com a empresa, as receitas foram impactadas negativamente pelos efeitos da pandemia e também pela redução de 37,32% nas tarifas de pedágio da controlada Concebra.

Por outro lado foram parcialmente compensadas pelo aumento de arrecadação da controlada Econorte nos nove meses de 2020 em comparação ao mesmo período do ano anterior. “Uma vez que estava suspensa temporariamente a cobrança na praça de Jacarezinho, Paraná, e as demais praças operavam com tarifa reduzida, o que foi normalizado a partir de agosto de 2019”, ponderou a companhia.

A Triunfo afirmou que as demonstrações contábeis do terceiro trimestre representam, basicamente, a posição patrimonial e os resultados da controladora e das controladas do segmento rodoviário.

Fonte: VAlor

Publicidade
Categorias caminhão
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação