Publicidade
Categorias Caminhãovolkswagen

Por que o trator MAN TGX foi renomeado como Volkswagen Meteor no Brasil?

Publicidade

O Volkswagen Meteor antes de você é uma novidade no mercado brasileiro – um trator chamado Meteor. E, de fato, isso é fruto da engenharia convencional de crachás. Na verdade, com exceção de emblemas e alguns detalhes exteriores, este trator é um MAN TGX de série bem conhecido em todo o mundo, incluindo a Rússia.

No Brasil, a preocupação alemã se viu no papel de catch-up. Os concorrentes da Mercedes, Volvo e Scania têm fábricas aqui há mais de meio século, e a MAN abriu a sua apenas em 2010, após entrar na Volkswagen.

Lembro que durante a grande inauguração perguntei aos gestores locais como pretendem expulsar os concorrentes, se a marca é quase desconhecida, e os caminhões da matriz Volkswagen, embora menores e mais simples, são muito populares no país.

Em resposta, pareceu que os bávaros decidiram coletar e vender apenas o modelo TGX carro-chefe aqui, e sua imagem se tornará premium, como a Audi no mundo dos passageiros. Mas não pareceu funcionar muito bem.

Provavelmente, deveria ter feito o oposto: produzir um modelo orçamentário especial para um mercado local pobre. Ao mesmo tempo, a Mercedes brasileira foi exatamente assim – e dobrou as vendas, criando um cruzamento entre um chassi pesado e um motor com uma cabine pequena, mas barata. Mais tarde, esta máquina tornou-se conhecida mundialmente com o nome de Axor.

Em vez disso, os gerentes brasileiros decidiram aumentar as vendas simplesmente mudando o nome do caminhão. As mudanças no exterior, francamente, são escassas – uma grade com um pássaro VW nela e um volante e a inscrição Meteor na cabine e nas costas dos bancos.

Volkswagen Meteor e caso contrário, é um TGX normal em duas versões: 6×2 com 460 CV. e 6×4 com capacidade de 520 cv. O motor é o mesmo, o D26 de 13 litros, a caixa de câmbio é ZF TraXon. Os clientes podem escolher entre três distâncias entre eixos, 640 ou 960 litros de combustível e mola de lâmina ou suspensão traseira pneumática. A principal diferença está na massa total do trem rodoviário: com o primeiro trator é de 53 toneladas, com o segundo – uns impressionantes 74.

Publicidade
Categorias caminhãovolkswagen
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação