Publicidade
Categorias Caminhãofrete

Fretes rodoviários no setor teve um aumento de 9,6% em 2020

Publicidade

Setor também foi destaque no desempenho em comparação com indústria e varejo

Durante a pandemia de Covid-19, o agronegócio foi um dos setores menos afetados. Isso é apoiado por fatores como a demanda de exportação e a desvalorização do real em relação ao dólar americano, que aumentou a competitividade dos produtos agrícolas. Com isso, a demanda de fretes rodoviários no setor teve um aumento de 9,6%, no período de janeiro a setembro de 2020, em relação ao mesmo período do ano passado.

Esse resultado também é devido a farta safra do país em 2019/20, estimada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em 257,7 milhões de toneladas.

Repom também destacou que o desempenho do agronegócio superou o da indústrias e varejo, mas de acordo com o IFPR, a recuperação da atividade econômica no Brasil também tem apoiado estes. Os setores industrial e varejista têm grande demanda por transporte de carga nos primeiros nove meses do ano, com 8,4% nos primeiros nove meses, ante 19,9% em setembro.

Thomas Gautier, o head de Mercado Rodoviário da Edenred Brasil, disse que “O ritmo positivo bastante expressivo da indústria e do varejo confirma que a depressão no setor foi superada. A taxa de ritmo diário de setembro superou em 25% o período pré-pandemia e comparativamente ao mês de abril, o pior mês do ano em emissões, a recuperação foi de 40 pontos percentuais”.

Fonte: Click Petróleo

Publicidade
Categorias caminhãoNOTICIAS
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação