Publicidade
Categorias CaminhãoEstradas

Com obras BR-116 chega até 10 quilômetros de retenção na pista sentido São Paulo

Publicidade

Obras provocam lentidão na BR-116 em Campina Grande do Sul

Obras no quilômetro 70,1 da BR-116, em Campina Grande do Sul, provocavam lentidão no sentido São Paulo, neste domingo, dia 11 de outubro de 2020.

O trânsito no Contorno Leste também estava afetado, por reflexo das obras.

Acompanhe abaixo as informações de tráfego divulgadas pela concessionária Arteris.

14h02 – O tráfego foi normalizado no quilômetro 70,1, no sentido São Paulo, em Campina Grande do Sul.

13h44 – As faixas estavam liberadas para o tráfego no quilômetro 70,1, em Campina Grande do Sul, no sentido São Paulo. Havia lentidão desde o quilômetro 71,1.

13h – A faixa da direita foi liberada para o tráfego no quilômetro 70,1, em Campina Grande do Sul, no sentido São Paulo. Havia oito quilômetros de retenção.

12h08 – O tráfego estava com 10 quilômetros de retenção na pista sentido São Paulo, no quilômetro 70,1, devido obras que interditavam a faixa da direita e o acostamento. O tráfego seguia pela faixa da esquerda.

11h15 – Permaneciam interditados a faixa da direita e o acostamento no quilômetro 70,1, em Campina Grande do Sul, no sentido São Paulo, devido obras. O tráfego seguia pela faixa da esquerda e havia seis quilômetros de retenção.

10h16 – A faixa da direita e o acostamento permaneciam interditados no quilômetro 70,1, no sentido São Paulo, devido obras. Havia retenção de cinco quilômetros.

9h07 – O tráfego estava com retenção de dois quilômetros no sentido São Paulo no quilômetro 70,1, devido obras que interditavam a faixa da direita e o acostamento. O tráfego seguia pela faixa da esquerda.

Trânsito na BR-116


Você tem alguma informação do trânsito da BR-116 para nos passar? Envie sua mensagem, fotos ou vídeos para o nosso Whatsapp (41) 99224-3590.

Fonte: Mobilidade Curitiba

Publicidade
Categorias caminhãoESTRADAS
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação