Publicidade

Caminhoneiro de Brasília desapareceu após parar em posto de combustível

Publicidade

José Almir Ferreira de Sousa sumiu há uma semana no posto Meia Ponte, em Bom Jesus de Goiás

Caminhoneiro de Brasília desapareceu, o caminhoneiro José Almir Ferreira de Sousa, 50 anos, morador do Recanto das Emas, está desaparecido há uma semana. Segundo um dos filho de José, o estudante Pedro Lopes, 22, o pai foi visto pela última vez no posto Meia Ponte, na cidade de Bom Jesus de Goiás. Desde então, ninguém tem notícias do caminhoneiro.

“Meu pai estava transportando uma carga de Rio Verde até Montes Claros. No meio do percurso, ele parou nesse posto”, narrou. Segundo ele, na última sexta-feira (2/10), o pai parou na lanchonete do posto e teria a intenção de pernoitar no caminhão, mas depois disso desapareceu.

A família apenas descobriu que José estava desaparecido no domingo (4/10), dois dias depois da última vez que o homem foi avistado. Quem deu a notícia foi a Polícia Rodoviária Federal (PRF), que notou o caminhão abandonado no local e entrou em contato com os familiares.

Pedro e outros membros da família foram imediatamente a Bom Jesus, na esperança de encontrar José, mas acharam apenas o caminhão, ainda estacionado no posto. “Estamos em busca de informação e até agora não conseguimos nada”, lamenta o filho.

“A distâcia [entre Brasília e Bom Jesus] é muito grande, não da pra viajar todo dia. Só queremos uma informação, a gente só quer dar um fim pra essa história. Se for o caso, a gente só quer achar o corpo”, implorou o familiar.

O caso é investigado pela Delegacia de Bom Jesus do Goiás. Caso tenha informações, a família pede que entre em contato com os policiais que estão cuidando do caso no telefone (64) 3608-1320.

Fonte: Metropoles

Publicidade
Categorias caminhão
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação