Publicidade

Caminhoneiro cai em golpe ao anunciar roubo de caminhão

Publicidade

Ao pedir socorro pela internet, caminhoneiro foi alvo de golpistas, que pediram dinheiro em troca do veículo e da carga

O roubo de um caminhão, placa de Cristais, na manhã desta terça-feira (13), em Boa Esperança, no Sul de Minas, que envolveu tentativas de chantagem, foi esclarecido no final da tarde, com a recuperação do veículo e sua carga, em Alpinópolis, a 100km de distância.

O roubo aconteceu em um posto de gasolina, parada de caminhoneiros, conhecida como Usina, quando ladrões aproveitaram a distração do caminhoneiro, Lucas Junio dos Santos, e levaram o caminhão, um Mercedes Benz 1513.

Desesperado, o caminhoneiro informou o roubo via Whatsapp e internet. Um erro, segundo o Major Douglas, da Polícia Rodoviária Estadual (PRE). “Nesses casos, ele facilitou a ação dos bandidos, que podem, com isso, sabendo o telefone de contato, fazer chantagem, dizendo que estão com o veículo, e que querem dinheiro para devolvê-lo, o que nem sempre é verdade.”

As palavras do policial foram confirmadas minutos depois. Lucas recebeu o chamado de um homem, que dizia estar com seu caminhão e que queria dinheiro em troca. O caminhoneiro disse que pagaria e orientado por policiais, perguntou como seria a transação.

Ele teria proposto se encontrar com os bandidos no banco em que tinha conta. Do outro lado da linha, o homem respondeu que ele deveria retirar o dinheiro e que depois disso seria informado onde deveriam se encontrar. E também onde o caminhão seria encontrado.

Orientado, para ter a certeza de que seria seu caminhão, Lucas pediu se o homem poderia pegar os documentos no porta-luvas e confirmar o chassis, ou então falar qual era a carga. Isso fez com que o chantagista desligasse,

Pouco depois começaram a chegar informações sobre o veículo roubado. Primeiro, ele foi visto em Varginha. Pouco tempo depois, aconteceu o cerco que possibilitou a apreensão do caminhão e prisão do ladrão.

“Nesses casos, é fundamental que a vítima não publique seu telefone. Deve, sempre, informar ao 190, para não correr o risco de cair em golpes de chantagistas, além de ter tido seu bem roubado”, diz o major Douglas.

Fonte: EM

Publicidade
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação