Publicidade

Caminhão guincho é preso com pá carregadeira de R$ 200 mil roubada

Publicidade

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a pá carregadeira, avaliada em R$ 200 mil, foi roubada em Sorocaba e era transportada em direção a Rio do Sul (SC).

Caminhão guincho é preso com uma pá carregadeira, avaliada em R$ 200 mil e que havia sido roubada, foi recuperada durante um patrulhamento da Polícia Rodoviária Federal na Rodovia Régis Bittencourt (BR-116) em Barra do Turvo, no interior de São Paulo. O suspeito de fazer o transporte da máquina chegou a ser preso, mas foi liberado.

O caso aconteceu na última quarta-feira (7), na altura do Km 551 da pista sul, sentido Curitiba. Os policiais receberam a denúncia de que a pá, que havia sido roubada em Sorocaba (SP), estava sendo transportada em um caminhão guincho pela rodovia até a região sul.

A PRF passou a patrulhar a rodovia e abordou o caminhão, que era conduzido por um motorista profissional de 34 anos, na altura do Km 551. Ainda na rodovia, a equipe constatou a existência de uma queixa de roubo para a máquina e descobriram que se tratava do equipamento roubado em Sorocaba.

Questionado, o motorista afirmou ter sido contratado para transportar a máquina do interior paulista até a cidade de Rio do Sul (SC). O suspeito também apresentou uma nota fiscal falsa aos policiais. Além da pá carregadeira, o caminhão guincho também foi apreendido pela PRF.

Detido, o motorista foi levado à Delegacia de Polícia de Barra do Turvo, onde o caso foi registrado como receptação e uso de documento falso. O homem foi liberado para responder criminalmente em liberdade.

Fonte: G1

Publicidade
Categorias caminhãoPRF
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação