Publicidade

Agora DER terá que bancar todos os custos em decorrência de prejuízo com buracos em rodovia

Publicidade

Entendimento é que estado tem responsabilidade de conservar as rodovias ou, ao menos, sinalizar os buracos

Agora DER terá que bancar é motorista que passou por transtornos em junho deste ano devido a buracos em uma rodovia procurou a justiça em Cascavel para ser ressarcido. Em sentença homologada ontem (5), houve o entendimento que o DER (Departamento de Estradas de Rodagem) e o Governo do Paraná são responsáveis pelos danos no veículo.

Ele seguia pela PR-280 em uma noite chuvosa, com destino a Realeza para visitar os pais, quando foi surpreendido por muitos buracos na pista. Eram tantos e tão grandes que ao desviar de um, entrava em outro.

O Focus acabou caindo num buraco gerando dois pneus com cortes e dano no braço axial direito. O resto da viagem precisou ser de guincho.

A situação da estrada era tão ruim que durante a hora que esperou o guincho outros quatro veículos acabaram também tenos danos no trecho.

O poder público chegou a acusar o motorista de falta de desatenção e velocidade incompatível, mas, para a juíza leiga Thaís Garcia Fávero não há proa disso.

“Era exigível da autarquia estadual que fiscalizasse as rodovias sob sua responsabilidade, proporcionando a manutenção devida das vias, ou sinalizando a existência de buracos, de modo a evitar transtornos aos veículos que por ali trafegam, causando-lhes danos. Guardando os danos sofridos pela parte autora nexo de causalidade com a omissão da requerida, decorre o dever indenizatório”.

O valor dos danos foi de R$ 1.290. O autor da ação havia pedido também dano moral, mas não foi concedida indenização. Ainda cabe recurso da decisão.

Fonte: CGN

Publicidade
Categorias caminhãoder
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação