Publicidade

A concessionária Eco135 entregou nessa semana 14 quilômetros de terceiras faixas na BR-135

Publicidade

De acordo com a concessionária Eco135, foram investidos R$ 16 milhões na obra


A concessionária Eco135 entregou mais uma etapa das obras de melhoria da BR-135 foi concluída, nessa terça-feira (6/10), pela concessionária Eco135, responsável pela rodovia. De acordo com o contrato, foram realizadas 14 quilômetros de terceiras faixas, implantadas em dez pontos da rodovia. O trecho, localizado entre os Kms 488 e 507, fica em Buenópolis, região Central de Minas Gerais, a cerca de 300 quilômetros de Belo Horizonte.

De acordo com o DER-MG, a implantação das faixas adicionais demandou investimento de R$ 16 milhões por parte da concessionária. A obra tem como objetivo aumentar a fluidez do tráfego, diminuindo o tempo de viagem dos veículos e aumentando a segurança para os condutores.

A presença das faixas adicionais permite, ainda, que os veículos pesados se retirem do fluxo principal da pista possibilitando aos automóveis leves o tráfego mais rápido. Com a melhoria, diminui-se o índice de acidentes, a perda de capacidade de locomoção e, por consequência, o retardamento do fluxo e a redução do nível de serviço da via.

Mais segurança


Dados da Confederação Nacional do Transporte (CNT) de 2018 apontaram que a maioria dos acidentes e das mortes nas rodovias ocorreram em trechos ondulados ou montanhosos que não possuíam faixa adicional ao longo de sua extensão. O índice de gravidade foi maior para trechos sem faixa adicional, com registro de 47,5 mortes a cada 100 acidentes.

Além da queda no número de acidentes em cerca de 30% com a implantação das faixas adicionais, essas rodovias também registram o aumento de 3,5 km/h na velocidade média das viagens.

“Para o ano que vem serão R$ 518 milhões investidos na região. Isso vai contribuir ainda mais para melhorar a fluidez no tráfego e, principalmente, para trazer mais segurança aos usuários e preservar vidas”, destaca o secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato.

Fonte: Estradas

Publicidade
Categorias caminhãoNOTICIAS
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação