Publicidade
Categorias Ferrovia

Sistema ferroviário deverá receber investimento privado de R$ 40 bilhões

Publicidade

Segundo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, recursos deverão ser obtidos no decorrer dos próximos anos

Durante conferência online promovida pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, informou que o Governo Federal visa obter mais de R$ 40 bilhões, oriundos da iniciativa privada, para investimento no sistema ferroviário brasileiro durante os próximos anos.

“O que está sendo plantado agora vai fazer com que a participação do modo ferroviário na matriz [de transportes] dobre nos próximos oito anos. Isso vai criar competição entre os operadores e vai ter repercussão imediata no frete”, disse o ministro.

Ele citou como exemplo a renovação de concessão de duas estradas de ferro administradas pela mineradora Vale, a Estrada de Ferro Vitória a Minas e a Estrada de Ferro Carajás, que viabilizará o investimento privado de R$ 17 bilhões na malha ferroviária.

Além destas, outras obras citadas por Gomes de Freitas foram o projeto de concessão da Ferrogrão – nova ferrovia que ligará Sinop, no norte de Mato Grosso, a Itaituba, no Pará – em análise no Tribunal de Contas da União (TCU), e que deve gerar R$ 12 bilhões em investimentos; e o trecho da Ferrovia Norte-Sul, que irá conectar o Porto de Itaqui (MA) ao Porto de Santos e terá investimento de R$ 2,8 bilhões.

O ministro ressaltou, ainda, que a elaboração dos projetos tem recebido assessoria de entidades ambientais internacionais para que as obras previamente já tenham “selo verde”.

“Precisamos fazer projetos sustentáveis por uma razão muito simples, para ter acesso a mais uma forma de funding (financiamento). A gente sabe que os fluxos financeiros vão estar atrelados aos padrões ambientais.”

Fonte: aecweb

Publicidade
João Neto

Sou apaixonado pelo empreendedorismo, caminhão e ônibus e Hoje me dedico 100% aos amigos caminhoneiros com noticias e dicas da estrada.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação