Publicidade
Categorias CaminhãoScania

Scania vende 92 caminhões para Grupo Pra Frente Brasil

Publicidade

Transportadora de Cascavel (PR) adquiriu modelos G 410, R 450, R 500 e R 540 nas configurações 4×2, 6×2 e 8×2; investimento amplia e renova frota

A Scania anuncia a comercialização de um lote de 92 caminhões para o Grupo Pra Frente Brasil, com sede em Cascavel (PR). Os veículos transportam alimentos refrigerados e combustíveis, que correspondem, respectivamente, por 15% e 85% dos negócios da empresa.

“O Grupo Pra Frente Brasil é um cliente tradicional da marca e continua confiando nos benefícios da Nova Geração Scania, que está economizando, no mínimo, 15% de combustível em comparação à gama anterior”, afirma Silvio Munhoz, diretor de Vendas de Soluções da Scania no Brasil. “Trata-se de um cliente muito importante para a Scania e que também está registrando ótimos resultados com a conectividade. É um exemplo de gestão com visão de futuro. Temos certeza que a nova frota trará ainda mais vantagens para o grupo.”

“Todo começo de ano organizamos uma programação. Em 2020, a nossa previsão era comprar de 80 a 90 caminhões. Nos 15 dias mais críticos da pandemia, acabamos segurando um pouco o investimento. Mas, depois seguimos com a compra, dando continuidade aos nossos objetivos”, explica Antonio Deoclides Zini, fundador e presidente do Grupo Pra Frente Brasil.

No lote de 92 novos caminhões perfilam modelos G 410, R 450, R 500 e R 540 nas configurações de rodas 4×2, 6×2 e 8×2. “Cerca de 30 são para ampliação e os demais para renovação da frota”, diz Antonio Deoclides Zini Junior, diretor de Frota e Manutenção do Grupo Pra Frente Brasil.

Todos os 92 veículos têm os Serviços Conectados da Scania. Aliás, a conectividade é um grande diferencial da Pra Frente Brasil. Além da economia de combustível trazida pela Nova Geração Scania, a empresa registra em torno de 3 a 5% adicionais de redução no consumo em função do uso da conectividade. Zini Junior explica que isso é possível pela combinação da tecnologia da Scania com o acompanhamento dos instrutores do grupo. “Em 2016, conheci a conectividade quando estive na Suécia. Fui um dos pioneiros a apostar na ferramenta assim que a Scania lançou essa solução, em 2017, no Brasil. Montei uma equipe interna só para fazer a gestão do portal e dos benefícios. Com isso, conseguimos aliar os Serviços Conectados com os processos de segurança da empresa.”

Todo o esforço desta gestão com visão de futuro traz frutos preciosos. Os instrutores da transportadora instigam a competição sadia entre os motoristas para que eles acompanhem a sua própria performance e vejam os pontos onde podem melhorar. Os relatórios dos Serviços Conectados Scania mostram escalas de E a A para o desempenho dos condutores, o que ajuda a gestão a ver onde e como treinar os profissionais. “Analisamos todos os dias as notas dos motoristas, e vamos melhorando o processo para tirar as dúvidas daqueles que não atingem a marca A. Em razão desse trabalho diário conseguimos chegar com todos na nota A”, relata Junior.

Para Zini Junior, as informações geradas em tempo real no portal de conectividade da Scania foram um divisor de águas. “Com a conectividade sentimos muito mais segurança e aumentamos a rentabilidade. Essa ferramenta da Scania nos ajuda muito e de forma instantânea”, complementa o pai. Todos os veículos da frota total estão conectados.

História que começou na época da Copa do Mundo de 1970

“Noventa milhões em ação. Pra frente, Brasil, do meu coração. Todos juntos vamos, pra frente, Brasil. Salve a Seleção!”. É justamente a música que eternizou a Copa do Mundo de 1970 que serviu de inspiração para o nome do grupo.

“A empresa tem esse nome em homenagem à Copa de 1970, quando montamos uma autoescola, eu e um dos meus irmãos. Na época, fui instrutor de caminhão e sempre apaixonado por esse tipo de veículo. Em 1987, abri a transportadora Pra Frente Brasil com outro irmão. Começamos transportando grãos, depois fomos para secos e molhados. Migramos para o transporte de combustível e na sequência para câmara frigorífica, na qual atuamos até hoje. O que nunca mudou é que sempre acreditamos no Brasil, e seguimos acreditando!”, relembra o presidente, Antonio Deoclides Zini.

A paixão pelo transporte veio do pai. “Em 1962, meu pai já tinha um caminhão. Dali em diante, toda a família já teve caminhão”, conta. “Desde 2007 somos eu e minha esposa na direção do grupo. Temos quatro filhos e todos trabalham conosco”, conclui o fundador.

Publicidade
Categorias novo scaniascania
João Neto

Sou apaixonado pelo empreendedorismo, caminhão e ônibus e Hoje me dedico 100% aos amigos caminhoneiros com noticias e dicas da estrada.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação