Publicidade

Caminhoneiro que ingeriu 40 rebites e dirigia por 20 horas seguidas é preso

Publicidade

Caminhoneiro que ingeriu 40 rebites e dirigia por 20 horas seguidas é preso

Caminhoneiro que ingeriu 40 rebites é preso na tarde do dia (22), terça-feira e segundo os agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu o motorista de caminhão em Uruguaiana, fronteira do Rio Grande do Sul. Conforme relatado pelos agentes o condutor que estava sob efeito de droga sintética, caminhoneiro com 32 anos de idade chegou a confirmar aos agentes que teria ingerido 40 comprimido de Nobésio Extra-Forte, anfetamina popularmente conhecida como rebite.

Posteriormente sendo constatado que estava dirigindo por mais de 20 horas sem realizar o descanso, que é determinado na lei do caminhoneiro. A ocorrência ocorreu na BR-290, durante fiscalização de rotina dos agentes. Ao abordar um caminhão com placas de Santa Catarina, os agentes desconfiaram que o caminhoneiro estaria sob efeito de alguma substância ilegal. Portanto decidiram realizar uma busca no interior do veículo que resultou na localização de três cartelas de rebite.

Resultado da ocorrência

A PRF deu voz de prisão em flagrante delito ao caminhoneiro natural de Içara (Santa Catarina), por transporte de droga e dirigir sob influência de substância psicoativa. Posteriormente sendo conduzido para o departamento de Polícia da cidade de Uruguaiana para realizar os procedimentos necessária e registro da ocorrência policial.

Para que serve o Rebite ?

A princípio motoristas utilizando do Nobésio Extra-Forte com intuito de inibir o sono e dar seguimentos em viagens por longo período sem parada para descanso. O grande problema desse medicamento é quando o seu efeito passar o usuário pode pegar em sono profundo rapidamente enquanto dirigi. Da mesma forma a grande maioria vai ingerindo mais de 1 comprimido durante uma única viagem.

Publicidade
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação