Publicidade

Caminhoneiro desabafa ao ser impedido de passar em sua casa

Publicidade

Caminhoneiro colocou a boca no trombone e denunciou

Um caminhoneiro desabafa após ser impedido de passar em sua casa por gerenciadoras de risco, segundo caminhoneiro agora são essas empresas quem mandam no seu veículo e que ele já não tem mais direito de escolha. O motorista de caminhão inicia sua gravação no pátio esperando para realizar o seu descarregamento.

O caminhoneiro se identificou como Willian Souza da Silva, e informou que estava realizando a gravação do vídeo por estar cansado da tamanha opressão, que essa situação que vem acontecendo corriqueiramente com a categoria. Então ele completa que para os caminhoneiros a Constituição Federal foi rasgada.

Ele explica que no momento de realizar um carregamento no caminhão, os condutores são obrigados a assinarem documentação de contrato que grande parte não concorda com grande parte das cláusulas e até mesmo não estão em conformidade com a legislação brasileira. No entanto, o caminhoneiro fica refém, em caso de recursar a assinar essa documentação os caminhoneiros ficam impedido de realizar carregamento e transporte de cargas.

Willian afirma que essas documentações são impostas pelas transportadoras, seguradoras e gerenciadoras de risco. Que por sua vez criam leis que sobrepõe as leis federais. Completou dizendo que os caminhoneiros estão sendo obrigados a parar apenas em locais indicado pelas transportadoras até chegando ao ridículo ao ter que informar quando for abrir a porta do caminhão.

O caminhoneiro foi impedido de passar em casa

Willian diz que a sua residência fica no caminho para realizar a entrega da carga, segundo ele esse direito foi tirado do mesmo. O motorista de caminhão afirmou que vai abrir um processo contra as gerenciadoras de risco, por não autorizarem que o condutor tenha o direito de passar em casa.

Caminhoneiro desabafa ao faz uma denúncia que as gerenciadoras sempre tentam coagir aos motoristas ao dizer que vão cortar, dessa forma, impedido de o caminhoneiro trabalhar. Logo os condutores aceitam tudo calado com medo de serem negados e não conseguirem mais cargas para realizar fretes.

Você também tem uma denuncia para fazer e não sabe como ? É simples e fácil basta entrar em contato por e-mail com a equipe do Brasil do Trecho através do e-mail: faleconoscobrasildotrecho@gmail.com

Publicidade
Junior Ribeiro

Engenheiro Civil no 10º semestre pela Universidade Estácio de Sá, um amante de veículos pesados devido grande influência do pai. Aos 7 anos de idade o seu maior sonho era ser motorista de transporte coletivo, no entanto, no ano de 2014 ingressou em uma empresa de transporte coletivo, como jovem aprendiz onde juntamente com seu amigo de trabalho fundou o Brasil do Trecho.

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação