Publicidade

O Volvo com I-Save agora está sendo lançado em versão ainda mais econômica

Publicidade

O Volvo com I-Save e o novo Volvo FH com I-Save faz parte da nova linha de produtos europeus da Volvo Trucks apresentada nesta primavera. O I-Save inclui muitos sistemas de economia de combustível, dos quais o mais importante é o motor Volvo D13TC. O motor turbo composto de 13 litros da Volvo, lançado no início de 2019, é o motor mais econômico da empresa até hoje.
Com o lançamento do Volvo FH de primeira geração com I-Save em 2019, a Volvo Trucks mostrou que essa solução poderia reduzir o custo do combustível – diesel e AdBlue – em até sete por cento em comparação com um caminhão sem I-Save equipado com Volvo motor convencional de 13 litros.
Com a nova geração do Volvo FH com I-Save, os desenvolvedores de produtos da Volvo Trucks reduziram ainda mais o consumo de combustível. Por meio de atualizações de software baseadas na análise de dados do usuário, o equilíbrio entre o consumo de combustível e a dirigibilidade foi refinado e otimizado, levando a uma redução ainda maior no consumo de combustível ao dirigir no modo Eco.
Além de uma atualização do I-Save, o novo Volvo FH tem um design mais aerodinâmico. Para economizar ainda mais combustível, o I-See agora tem uma nova função que permite ao caminhão detectar quando é eficiente para o motor acelerar um pouco e, em seguida, girar livremente, mesmo em estradas que parecem planas ao olho humano.
“Esse resultado significa que, ao escolher o novo Volvo FH com I-Save, os transportadores podem reduzir seu consumo de combustível em até dez por cento em comparação com um Volvo FH comum equipado com nosso motor de 13 litros com Euro VI etapa D.” A diferença no consumo de combustível é calculada comparando os custos de diesel e AdBlue para I-Save: D13TC Euro VI etapa D com o pacote de combustível de longo curso, com D13 eSCR Euro VI etapa D sem o pacote de combustível de longo curso. No entanto, a Volvo destaca que a economia real de combustível varia de acordo com muitos fatores, como o nível de experiência do motorista, o uso do controle de cruzeiro, as especificações do veículo, a carga do veículo, a topografia real e as condições climáticas atuais.

Publicidade
admin_brasildotrecho

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação