Vídeo carreta perdeu freio descendo serra com 32 toneladas e foi salvo

Durante o mês de julho 08 vidas foram salvas ao utilizaram área de escape da BR-376

Uma carreta perdeu freio e necessitou utilizar a área de escape da BR-376 no km 671,7 o caminhão estava carregado com 32 toneladas. Próximo às 13:30 do dia (24) sexta. Conforme relatado pelo condutor que já havia percebido a pane no sistema de frenagem do caminhão durante a descida da Serra. Então contando com esse caminhão durante o mês de julho foram 8 veículos que necessitaram utilizar  a área de escape e tiveram suas vidas preservadas.

Assim o condutor estava realizando a rota com origem em Quatro Barras (PR) com destino a Criciúma (SG) quando próximo a primeira Área de Escape da rodovia administrada pela Arteris. Então ao perceber os sinais no sistema de frenagem do caminhão, embora o condutor com bastante experiencia e conhecimento na rodovia, sendo que trafega pela rodovia pelo menos 4 vezes por semana e teria o conhecimento da área de escape.

Dessa maneira o caminhoneiro de 49 anos conseguiu manter o controle na direção do veículo e desceu até a segunda área de escape sem o sistema de frenagem. Ao entrar na caixa de área o veículo percorreu cerca de 70 metros até que a frenagem de segurança parasse complemente o caminhão.

Mês de julho quantos caminhoneiros utilizaram área de escapa da BR-376 ?

carreta perdeu freio e além disso, foram registradas 8 utilizações na área de escape afim de evitar acidente de grandes proporções e graves. Totalizando um recorde de utilização da BR-376. Ao mesmo tempo a operação da área de escape iniciada em 2019, resultou em uma redução de 71% em acidentes fatais, envolvendo veículos fatais por falta de freio na descida da Serra.

Com efeito das duas áreas de escape em operação desde 2011, já foram salvas cerca de 421 vidas ao utilizarem o sistema de frenagem. Um número muito grande que representam vidas, famílias e historias para contam, mostrando realmente que o sistema tem bastante eficácia.

brasildotrecho:

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Este site usa cookies.

ler