Caminhoneiros sofrem com estradas esquecidas do escoamento em Mato Grosso

Caminhoneiros sofrem com estradas esquecidas do escoamento em Mato Grosso

 O tempo e péssimas condições aumentam o valor do frete inviabilizando o produto

Os Caminhoneiros sofrem com estradas ao fazem o escoamento do estado do Mato Grosso sofrem com uma logística precária que está prejudicando até o desenvolvimento de diversos municípios do estado. Por sua vez até os produtores da região do estão, que deram o nome de “Vale dos Esquecidos”.

As rodovias federais que cruzam o estado acabam inviabilizando o custo do produto ao ter um valor bem elevado devido ao frete. Os caminhoneiros sofrem com os atoleiros das estradas tendo que atravessar até quatro. Dessa maneira o produtor tem prejuízo com relação ao custo elevado do frete e o caminhoneiro tem diversos prejuízo com o caminhão ao ter que enfrentar essas dificuldades.

Então o Sindicato Rural estar se movimentando para conseguir apoio político para rever a situação das estradas do estado do Mato Grosso. Sindicato representado pela Daniela Caetano de Brito solicitou sensibilidade principalmente da classe política para que consigam garantam políticas públicas de infraestrutura. Sindicato lamenta ao falar sobre o descaso público e omissão do poder publico com relação a triste realidade do estado que tem grande produção e consequentemente faz o Brasil crescer.

Entenda quais são os piores trecho

Ao entender a importância da BR-158, de tal forma que é considerada o principal corredor com forte produção de agropecuária e a estrada com grande finalidade de escoar a grande produção. Que, no entanto, é o trecho que existe asfalto o grande desafio é passar pela rodovia e não acabar caindo em um. Logo na estrada de terra o desafio aumenta para o condutor tendo que enfrentar atoleiros em épocas chuvosa e poeira durante seca.

Os condutores relatam que são apenas 130 quilômetros que já teriam que estar prontas há tempos. Haja vista pela importância para chegar aos grandes portos. Com a palavra do então ministro Tarcísio de Freitas da infraestrutura, fez um compromisso para que o trecho da BR-158 estivesse normalizado para agilizar o escoamento e reduzir o custo aos produtores.

8 comentários sobre “Caminhoneiros sofrem com estradas esquecidas do escoamento em Mato Grosso

  1. Tá aí o governo de direita q os caminhoneiros tanto queriam. Com o PT vcs já teriam muitas conquistas realizadas, mas a Globo lhes falou q o PT roubava e a direita ia mudar pra melhor, não iria ter mais roubo.
    Mito “n’oceis”! Chupem q a cana é doce.

  2. Engraçado essa estrada sempre teve, e o governo ladrão nunca passou uma máquina nela. O governo Bolsonaro está arrumando todas as estradas, não só no estado mas no país inteiro. O que esse governo já fez em 1 ano de governo, os ladrões não fizeram em décadas.

  3. Oh esquerdista o seu presidente em 16 anos que ele era corja dele não fizeram nada o atual em um ano e meio já fez muita coisa e com certeza fará também nessa rodovia então para de falar besteira.

  4. BR 158 estrada com grande fluxo de caminhões transportando grãos esse descaso todo. Muita politicagem e nada de preocupação com a população, bem como com os camioneiros e com o agricultor que mantém a economia desse país.

  5. Essa é herança dos portugueses o povo sempre debatendo quem é mais ou menos e como sempre o povo sofrendo, acho que o Brasil nunca vai ser um país do futuro já que entregar o país na mão de Polícia que pessam em si próprio como os grandes empresários e agricultores o pobre sempre trabalhando de graça e acha que tá tudo bom.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.