Publicidade

URGENTE adolescente do PCC aplicam falso frete em idoso de 62 anos

Publicidade

Sequestro de idoso em golpe do falso frete termina com prisão de membros do PCC

URGENTE adolescente do PCC na tarde de quarta-feira (10), fretista de 62 anos foi vítima de roubo e sequestro por integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital) e três acabaram presos em flagrante. O idoso permaneceu por várias horas em cativeiro e contou que era agredido e ameaçado de morte pelos suspeitos.

Conforme o registo, equipe da 11ª CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar) foi informada sobre o sequestro do motorista do caminhão baú, que estava desaparecido desde 13h40 de quarta-feira. Em rondas na região do Portal da Lagoa, os militares encontraram o caminhão, conduzido por um rapaz de 23 anos e com um adolescente como passageiro, que seria membro do PCC.

O adolescente confessou participação no roubo e ainda contou que cometeu o assalto junto com outros dois integrantes da facção criminosa. Eles deram um golpe do falso sequestro na vítima, contratando o serviço. Com isso, quando o motorista chegou ao local, foi roubado pelos três rapazes armados com facas.

A partir daí, o idoso foi levado a um cativeiro, que a cada momento era cuidado por uma pessoa. O pai do adolescente, de 71 anos, chegou a cuidar a vítima. Ele levaria o caminhão ao Paraguai por R$ 5 mil, mas acabou recusando a oferta e pediu para que os autores não matassem o fretista. A vítima era ameaçada a todo momento.

Quando foram abordados, os rapazes iriam levar o caminhão ao Paraguai, já que o motorista de 23 anos e o adolescente teriam aceitado levar o veículo por R$ 3 mil. A partir daí, os policiais prenderam em flagrante o motorista, também o homem de 71 anos e quando faziam buscas por um dos assaltantes, prenderam a esposa dele, de 23 anos.

A jovem confirmou que também é integrante do PCC e que teria cuidado do cativeiro. O adolescente envolvido no crime foi apreendido. Os policiais tiveram a informação que logo após a primeira abordagem a vítima foi solta do cativeiro e conseguiu pedir ajuda de populares. O caso foi registrado como roubo majorado pela restrição de liberdade da vítima, pelo concurso de pessoas e corromper menor de 18 anos, com ele praticando infração penal.

Fonte: Midia mix

Publicidade
admin_brasildotrecho

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação