Publicidade
Categorias Noticiasônibus

Capital do Brasil terá ônibus elétrico circulando nesta segunda-feira

Publicidade

Eles reforçarão a linha que vai da Rodoviária do Plano Piloto à Praça dos Três Poderes e volta

Capital do Brasil terá ônibus elétricos seis ônibus elétricos começam a circular no Plano Piloto a partir desta segunda-feira (29). Ao custo de R$ 1,7 milhões cada, eles vão reforçar a linha 0.108, que vai da Rodoviária do Plano Piloto à Praça dos Três Poderes e vice-versa.

Os ônibus possuem um sistema eficiente e sustentável. A recarga de eletricidade leva quatro horas, é feita no pátio da empresa Piracicabana, e garante 200 km de percurso. A Secretaria de Transporte e Mobilidade ainda pretende renovar toda a frota convencional que faz a linha da Esplanada.

Capital do Brasil terá ônibus silenciosos, climatizados e com piso baixo, os ônibus elétricos oferecem mais conforto e segurança aos usuários do que um veículo convencional. Mas os motoristas precisaram ser treinados. “O carro é mais rápido, com uma frenagem mais agressiva, então requer um treino mais avançado”, explica o Instrutor de treinamento da Piracicabana, Jonatas Moura. Motorista há 12 anos, ele destaca que, graças à tecnologia, condutores também têm mais conforto: “Não tem barulho, calor ou troca de marchas. Dessa forma, o motorista se cansa menos”, garante.

“É uma tendência mundial utilizar energias renováveis e limpas para fazer o transporte coletivo”, destaca Valter Casimiro, secretário de Transporte e Mobilidade. “É uma forma de reduzir a poluição do ar, protegendo a saúde da população”, acrescenta.

A superintendente de Gestão de Unidade de Conservação, Biodiversidade e Águas do Brasília Ambiental (Ibram), Rejane Pieratti reforça: “Principalmente no momento que estamos vivendo, com a pandemia do novo coronavírus. Precisamos de mudanças que gerem menos poluição, pois é isso o que gera as doenças pulmonares”, defende.

Além disso, Rejane incentiva o público a também mudar de atitude: “Toda transformação de modal de transporte é muito importante. E essa atitude mais consciente não tem que vir só do governo, mas também da população, praticando o transporte solidário, utilizando o transporte público e a bicicleta, por exemplo”, arremata.

Fonte: Correio Braziliense

Publicidade
admin_brasildotrecho

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação