Número de caminhoneiros infectados pelo covid-19 aumentam

Os caminhoneiros vêm enfrentando uma grande batalha durante essa pandemia para realizar o transporte no Brasil, alguns vem tendo problemas na alimentação e até mesmo com dificuldade em descarregar nas empresas, mas o’que vem mais preocupando no momento é o número de motoristas infectados pela covid-19 e até mesmo o número de mortes.

Os testes estão sendo realizado nas principais rodovias e o número de caminhoneiros infectados vem chamando atenção, exemplo é o Estado de Tocantins que foram testados 24 positivos com o vírus nos últimos dias segundo a Secretaria Estadual da Saúde.

Os caminhoneiros com resultados positivos estão sendo orientados a ir para suas casas, e procurar o hospital somente quando houver problema na respiração, mas alguns preferem se isolar dentro da boleia para não correr o risco de contaminar os familiares e os do grupo de risco estão sendo encaminhados para um hospital de campanha para realizar o tratamento.

Quais os cuidados que os caminhoneiros deve seguir:

O motorista deve utilizar a máscara no ato do carregamento e descarregamento da carga, e ao entrar e sair do caminhão sempre usar o álcool em gel 70% e também e de grande importância manter a distância de segurança de 2 metros.

Quando são os sintomas da covid-19:

Sintomas mais comuns: febre tosse seca cansaço.

Sintomas menos comuns: dores e desconfortos dor de garganta diarreia conjuntivite dor de cabeça perda de paladar ou olfato erupção cutânea na pele ou descoloração dos dedos das mãos ou dos pés.

Sintomas graves: dificuldade de respirar ou falta de ardor ou pressão no peito perda de fala ou movimento.

Procure atendimento médico imediato se tiver sintomas graves. Sempre ligue antes de ir ao médico ou posto de saúde, clínicas ou hospitais.Pessoas saudáveis que apresentarem os sintomas leves devem acompanhar seus sintomas em casa.Em média, os sintomas aparecem após 5 ou 6 dias depois de ser infectado com o vírus. Porém, isso pode levar até 14 dias.

Fonte: Brasil do Trecho

brasildotrecho:

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Este site usa cookies.

ler