Lideres dizem que ainda faltam comida e longa espera para descarga

Publicidade

Presidente da entidade diz que transportadores estão sem apoio ao longo da viagem; outro problema é a falta de funcionários nas empresas para receber as cargas

Lideres dizem que ainda faltam e a Associação Brasileira de Caminhoneiros (Abcam) alertou nesta terça-feira, 24, que o setor não está recebendo o apoio que o governo prometeu. De acordo com o presidente da entidade, José da Fonseca, caminhoneiros estão nas estradas sem receber máscaras ou álcool em gel.

Lideres dizem que ainda faltam, ele relata ainda que os motoristas estão sem pontos de apoio nas estradas e já falta comida para alguns. Esses comércios, como borracharias e restaurantes, também são enquadrados como atividades essenciais por serem ‘acessórias’ ao transporte de cargas. O funcionamento desses tipos de estabelecimentos foi garantido em decreto publicado na última semana.

Outro problema relatado é a falta de funcionários nas empresas para realizar o recebimento dos produtos transportados. “Recebi o relato de uma indústria com 25 caminhoneiros que não conseguem descarregar a carga porque metade da fábrica está parada por conta do coronavírus”, disse. Ele reclama da falta de pessoas para receber o material.

Fonte: Canal Rural

Publicidade
admin_brasildotrecho

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação