Publicidade

Caminhoneiros pedem condições de trabalho para continuam o abastecimento

Em um país traumatizado com os efeitos da greve dos caminhoneiros de 2018, a ruptura da rotina causada pela pandemia do novo coronavírus levanta novos temores sobre um possível desabastecimento de produtos essenciais.

Caminhoneiros pedem condições  e os representantes dos caminhoneiros, no entanto, dizem que a categoria não tem qualquer previsão de parar. Além disso, o governo vem anunciando medidas para tentar mitigar o impacto da pandemia sobre os transportes de carga.

“Sobre a preocupação da população e de todos outros atores com a questão se o caminhoneiro vai parar, a resposta é não. Os caminhoneiros sabem da importância do papel deles nesse momento”, afirma Marlon Maues, assessor executivo da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) em entrevista à BBC News Brasil.

Mas, para que o abastecimento para a população seja garantido, é preciso garantir também condições de trabalho para os caminhoneiros e reduzir burocracias rotineiras, apontam as fontes ouvidas pela reportagem.

Caminhoneiros pedem condições para postos de gasolina e alimentação, por exemplo, precisam estar abertos — houve relatos “pontuais” de dificuldades para encontrar estabelecimentos disponíveis na semana passada, aponta Maues. Representantes da categoria também pedem mais segurança nas estradas.

Fonte: BBC

Publicidade
admin_brasildotrecho

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação