Publicidade
Categorias CaminhoneiroNoticia

PRF começa operação nas rodovias com radar móvel e novo bafômetro

A partir deste sábado (28) a PRF (Polícia Rodoviária Federal) intensifica as fiscalizações nas rodovias federais de Mato Grosso do Sul. Neste ano, os policiais contam com o “reforço” de dois equipamentos na Operação Ano Novo: os radares móveis e o novo bafômetro, que identifica a presença de álcool no organismo sem que o motorista encoste a boca no aparelho.

Ao Campo Grande News, Maurício Pepino, chefe da delegacia da PRF (Polícia Rodoviária Federal) em Campo Grande, explicou que as ações nas rodovias acontecem até 00 horas do dia 2 de janeiro. Até lá, todos as viaturas envolvidas na fiscalização estão equipadas com o novo bafômetro.

“É um aparelho francês que chegou na segunda-feira (23). O motorista não precisa encostar mais a boca nele, é só assoprar que ele já identifica se tem álcool ou não no organismo. Inclusive se colocar dentro do carro, ele identifica também o que tá no ar”, detalhou. “Se ele disser que não tem álcool, a pessoa segue sossegada. Se disser que tem, a pessoa precisa fazer a comprovação e aí sim usa o equipamento antigo”.

A partir do teste, o novo aparelho produz um relatório com todos os dados necessários, como quantidade de álcool, data da abordagem, horário, local, nome do motorista e do policial. “O processo é bem mais rápido, gera menor constrangimento pro motorista, ele nem precisa sair do carro”. Em Campo Grande são seis novos aparelhos e 10 do antigo em funcionamento.

Ainda segundo Maurício os equipamentos passam por verificação no Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) todos os anos e o motorista tem acesso ao comprovante, para ter certeza que o aparelho está funcionando perfeitamente.

Além dos bafômetros, as equipes usam os radares móveis para flagrar excessos de velocidade. Segundo Maurício, apesar da determinação do governo federal, de que o policial precisa estar uniformizado e com a viatura identificável nas margens da pista, os motoristas continuam abusando. “O problema não é o radar, mas o motorista mesmo”.

Na BR-163 em Campo Grande, duas equipes fazem a fiscalização no último sábado do ano

Fonte: Campo Grande News

Publicidade
admin_brasildotrecho

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação