Transportadora Postobón adquiriu 10 Constellation 17-190 V-Tronic

VWCO: a cor do caminhão deve ser conforme a identidade da marca do cliente

Pelo tamanho e visibilidade, os caminhões e seus implementos podem dar vida às ruas e estradas ao terem cores que expressam algum sentimento ou campanha, em vez dos padrões branco e cinza. A Postobón, fabricante de bebidas da Colômbia, aposta nisso e adquiriu 10 VW Constellation 17.190 V-Tronic com carroceria Facchini pintados na cor-de-rosa.

Esta cor foi desenvolvida pela Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO) seguindo as especificações do cliente para remeter ao refrigerante da marca mais consumido no país, que tem sabor de maçã. Mas também serve para que a companha de concientização para o diagnóstico do câncer de mama seja lembrada o ano todo e não apenas no período Outubro Rosa.

Mais opções de cores
No Brasil, há uma ampla preferência pela cor branca, pela praticidade na manutenção, e cor preta no chassi. Para se ter uma ideia, a fábrica de caminhões da Mercedes-Benz na Alemanha oferece, somente para o chassi, 275 variações de cores em vez da única cor preta oferecida no Brasil. Mas isso está mudando. Tanto que o portfólio de cores disponíveis pela Volkswagen foi ampliada e já de 75 opções. Ao contrário da cor do automóvel, que representa o gosto particular de cada consumidor, a frota de caminhões tem que agradar o cliente e estar alinhada à identidade visual de sua marca, produto ou serviço. 

Fonte: Transporte MundialTransporte Mundial
brasildotrecho:

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Este site usa cookies.

ler