Piauí é o segundo estado do Nordeste com pior estrada


A pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT) apontou que o estado tem muitas estradas classificadas com ruins e que os trechos de rodovia mais perigosos ficam na BR-135.

O Piauí é o segundo estado da região Nordeste com mais estradas classificadas como ruins, de acordo com pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT). Quem utiliza as rodovias reclama da falta de investimentos e, principalmente, de duplicação e acostamento.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) informou que a BR-135 recebeu intervenções e que em setembro deste ano o Piauí ficou como o segundo estado do país com estradas em boas condições.

A pesquisa da CNT é referente ao ano de 2018 e apontou que os trechos de rodovia mais perigosos no Piauí ficam na BR-135, no Sul do estado. Nessa terça-feira (22), em menos de 8 horas, foram registrados dois acidentes na estrada, em um deles quatro pessoas morreram.

Conforme o DNIT, este ano foram investidos em torno de R$ 140 milhões na manutenção das rodovias do estado e novas intervenções estão previstas.

"Temos trabalhado para manter essas rodovias com o padrão que a população e os usuários requerem", disse o superintendente do DNIT, José Ribamar Bastos.

Um levantamento feito pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) apontou que a BR-343 é considerada a rodovia onde mais acontecem acidentes com mortes.

A BR-316 fica em segundo lugar e a BR-135 em terceiro. A estrada é conhecida como "rodovia da morte", devido à gravidade dos acidentes registrados, que costumam ser mais violentos.

A PRF definiu que a situação das rodovias que cortam o Piauí, de uma maneira geral, é regular, mas considera que alguns trechos merecem atenção.

"Na BR-135, temos que destacar o trecho após Bom Jesus, onde ainda não foi feito o alargamento da rodovia. Lá o condutor deve ter mais cuidado", afirmou o inspetor Alexsandro Lima, da PRF.

Fonte: G1

Nenhum comentário

Deixe seu comentário...