Linha de credito 100 mil aos caminhoneiros segue emperrada no BNDES

Subsídios para caminhoneiros estão 'emperrados' no BNDES; 0,03% foi solicitado

Subsídios para caminhoneiros estão 'emperrados' no BNDES; 0,03% foi solicitado

Dos R$ 500 milhões disponibilizados pelo governo federal junto ao BNDES em linha de crédito destinada a caminhoneiros autônomos, apenas R$ 140 mil em pedidos de financiamento foram protocolados até o momento, conforme a entidade. O valor equivale a 0,028% do total disposto pelo Planalto.



O anúncio do crédito foi feito em 16 de abril pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que na época limitou os empréstimos a R$ 30 mil por caminhoneiro "para compra de pneus e manutenção dos veículos".



No entanto, em agosto o BNDES elevou o limite de financiamento de R$ 30 mil para R$ 100 mil por transportador autônomo de carga. O banco também ampliou o prazo de pagamento de 30 meses para até 60 meses, e incluiu um prazo de 12 meses de carência.



Inicialmente o crédito poderia ser acessado pelos profissionais apenas nas entidades financeiras públicas como Banco do Brasil e Caixa. Em seguida o benefício poderia ser adquirido nos “demais bancos e cooperativas de crédito de todo o Brasil”. Ao BN, o BNDES afirmou que tem mantido conversas com agentes financeiros "para ampliar a base de repassadores do programa e torná-lo mais acessível aos caminhoneiros".



Em grupos de caminhoneiros em um aplicativo de troca mensagens são constantes os questionamentos da categoria sobre as dificuldades para conseguir o empréstimo. 

2 comentários:

  1. Gostaria de saber onde conseguimos esse crédito pois nas agências do BB e da Caixa que onde eu fui me informar ninguém sabia de nada. Se alguém souber onde conseguimos no RJ me informe por favor

    ResponderExcluir
  2. No MS ninguém está sabendo de nada, não repassaram para os bancos... Acho difícil o autônomo conseguir algum valor.... Muita burocracia

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário...