Grupo traton investem pesado na mobilidade elétrica

Na era da eletrificação, as marcas MAN, Scania e Volkswagen Caminhões e Ônibus, do grupo Traton, anunciaram uma ofensiva que irá corresponder a um investimento superior a mil milhões de euros até 2025

Apesar de haver uma presença cada vez mais visível de veículos elétricos no mercado, a Traton admite que a aplicação da mobilidade elétrica continua ainda muito dependente da rede de carregamento, a que se juntam ainda os custos de aquisição e de operação de um veículo alimentado apenas por uma bateria elétrica.

No entanto, Andreas Renschler, mesmo do Conselho de Administração da Volkswagen AG e CEO da Traton, explicou que o objetivo é assumir a “liderança no fornecimento de camiões e de autocarros elétricos”. Neste sentido, o investimento irá aumentar nesse capítulo, chegando a mais de mil milhões de euros até 2025.

Renschler explica ainda que “se todos os pré-requisitos necessários estiverem no lugar no momento certo, espero que o nosso grupo, nos próximos dez a 15 anos, tenha um terço dos seus camiões e autocarros com motorização alternativa, a maior dos quais totalmente elétrica”.

Está a ser desenvolvida internamente uma plataforma modular elétrica comum para utilização em 2020, esperando-se para esse mesmo ano os primeiros autocarros 100% elétricos da Scania e da MAN. Por outro lado, a Volkswagen Caminhões e Ônibus, divisão de veículos pesados da MAN SE criada para a América Latina, anunciou também a maior encomenda a nível mundial de camiões elétricos, num total de 1600 unidades pedidas pela cervejeira brasileira, Ambev.

Fonte: motor 24
brasildotrecho:

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Este site usa cookies.

ler