A cada dois dias, um caminhão entala em viadutos de São Paulo

De janeiro a setembro, foram 157 ocorrências de caminhões com excesso de altura e que tentaram passar por pontes, viadutos ou túneis, segundo CET

A cada dois dias, um caminhão com excesso de altura não consegue passar por viadutos, pontes e viadutos na capital paulista. O levantamento feito pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) revela que de janeiro a setembro foram 157 ocorrências de veículos entalados. Apenas no mês de setembro foram 22 casos.

Além do dano à estrutura, o acidente, em geral, provoca transtornos para a cidade. Devido às interdições e trabalhos para remoção do caminhão, uma extensa fila de carros se forma e os motoristas ficam presos no congestionamento.

Um dos endereços fatídicos é o túnel Ayrton Senna sentido aeroporto, no acesso pela avenida 23 de maio. Para tentar evitar acidentes, foi instalado um sistema de detecção automático de excesso de altura. Os sensores emitem sinais sonoros e luminosos e, de acordo com a CET, ajudam a reduzir ocorrências no local.

O superintendente de Suporte e Fiscalização da CET, Antônio Tadeu Prestes de Oliveira, afirmou que a sinalização foi intensificada nos principais trechos, entre eles o viaduto Bresser. “Temos buscado melhorar a sinalização nos pontos onde se tem uma incidência muito grande de entalamento ou parada do caminhão por desconhecimento da via. Ampliamos a regulamentação e advertências”, destacou.

O motorista que sofrer o acidente terá ainda de pagar multa de R$195,23 e receberá 5 pontos na CNH.  A dica é prestar atenção nas placas e definir com antecedência o itinerário para seguir viagem ou cruzar as vias de São Paulo.

Fonte: R7
brasildotrecho:

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Este site usa cookies.

ler