DNIT prevê iniciar recuperação de trecho de rodovia federal em Mato Grosso

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) está concluindo o processo licitatório para a definição das empresas que farão a manutenção na rodovia federal, no trecho entre Castanheira, Juruena, Colniza entre outras cidades da região localizada no noroeste do Estado.

 A assessoria confirmou, ao Só Notícias, que a licitação foi dividida em quatro lotes e os trechos com pontos mais críticos – localizados nos segmentos não pavimentados – estão sendo priorizados. Serão  recuperados 368 quilômetros não pavimentados da via. Os contratos terão vigência inicial de três anos.

As localidades com condições de tráfego mais problemáticas estão situadas no trecho entre Castanheira e Colniza, englobando três lotes, que já tiveram o resultado da licitação homologado. O segundo lote, vai de Castanheira a Juruena; o lote 3 abrange de Juruena a Igarapé do Natal, localizada a cerca de 40 km antes de Colniza; e o lote 4 vai de Igarapé do Natal até 100 km após Colniza. Todos já estão em processo final de licitação.



Agora, o DNIT está tomando as medidas necessárias para contratar as empresas vencedoras. O início dos trabalhos de manutenção tem previsão para começar em setembro. Serão priorizadas as regiões críticas, como as com pontes de madeira, visando a retomada das condições normais de trafegabilidade.

A BR-174 é uma rodovia federal com mais de 1.1 mil quilômetros de extensão. Os segmentos mais sensíveis são aqueles não pavimentados, que se localizam no extremo noroeste de Mato Grosso, na divisa com os estados de Rondônia e Amazonas. Nesses segmentos rodoviários, algumas pontes de madeira estão em situação crítica, o que leva à interrupção do tráfego na região – cuja economia se ancora principalmente na cadeia produtiva da madeira, da pecuária de corte e de grãos.

Fonte: Só noticias

brasildotrecho:

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Este site usa cookies.

ler