Criminosos ateiam fogo em caminhão com caminhoneiro dentro

Motorista Kelvin Alves dormia dentro do caminhão quando foi surpreendido por criminosos. Ele sofreu queimaduras na barriga, braços, mãos e pescoço

Criminosos atacaram, na madrugada desta terça-feira (24), um motorista de um caminhão, no bairro Cais do Porto em Fortaleza. O ataque foi registrado por volta das 2h30 na Avenida Vicente de Castro.

O quinto dia seguido de ataques criminosos no Ceará começou com a frota de 70% dos ônibus e a convocação de policiais militares de férias. Além do ataque registrado no Cais do Porto, pelo menos dois ataques aconteceram nesta terça-feira. Um caminhão foi incendiado sobre a ponte do Rio Ceará, que liga Fortaleza e Caucaia, e dois ônibus estacionados em um posto de gasolina, no bairro Palestina, na cidade de Canindé. Os dois casos aconteceram durante a madrugada.

Descanso dentro do caminhão

O motorista identificado como Kelvin Alves, de 37 anos, é natural de Natal, no Rio Grande do Norte, e disse para o Sistema Verdes Mares que dormia dentro do veículo quando foi surpreendido pelo barulho de algo batendo no caminhão e em seguida as chamas. “Eu estava dormindo quando eu ouvi um barulho de algo jogado no caminhão e vi fogo. Infelizmente não deu para ver ninguém por causa do escuro”.



O motorista contou que tão logo foi atingido conseguiu sair rapidamente de dentro do caminhão e em seguida apagou as chamas.  “Apesar de eu ter me queimado eu consegui sair do caminhão e voltei para controlar o fogo. E consegui apagar”.

Após o crime, os criminosos fugiram. O motorista foi encaminhado por uma equipe da Polícia Militar até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Praia do Futuro. Ele sofreu queimaduras na barriga, nos braços, nas mãos e pescoço.

Ataques na Grande Fortaleza e interior do Estado

Desde a sexta-feira (20), foram pelo menos 30 ataques registrados no Estado, e cidades como Quixadá, Jucás, Ibaretama, Maracanaú, Canindé e Fortaleza. Ao menos 10 pessoas foram capturadas, oito adultos e dois adolescentes. Na maioria dos casos, veículos foram incendiados. Entre os alvos estão ônibus do transporte público, caminhões e carros particulares, três veículos da Enel e uma da Cagece. Em um juizado especial, uma bomba caseira explodiu.

Pelo menos duas pessoas ficaram feridas nas ações. Um motorista ficou ferido na perna em um ataque a uma topique no Bairro Sítio São João, em Fortaleza, e o motorista de um caminhão teve uma queimadura no braço quando o veiculo onde ele estava foi incendiado em Maracanaú.

A frota de ônibus do transporte coletivo foi reduzida em Fortaleza e na Região Metropolitana nesta terça, segundo o Sindiônibus, Etufor e Secretaria da Segurança Pública do Ceará (SSPDS). Por medida de segurança, apenas 70% do total de veículos do transporte público está “operando com o acompanhamento e a segurança da Polícia Militar”, de acordo com nota conjunta desses dois órgãos e do sindicato.

Fonte: Diário do Nordeste

brasildotrecho:

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Este site usa cookies.

ler