Polícia recupera parte de carga de 26 t de arroz roubadas em Praia Grande

Veículo foi encontrado com 10,8 toneladas por policiais da Delegacia Sede de Mongaguá. Mercadoria está avaliado em mais de R$ 73 mil. Até o momento, ninguém foi preso

Policiais da Delegacia Sede de Mongaguá recuperaram um caminhão, uma carreta e 10,8 toneladas de arroz que haviam sido roubadas em Praia Grande.

O roubo aconteceu às 5h30 de quarta-feira (31). Um caminhoneiro e o seu ajudante estacionaram um Scania na Rua Jairo de Camargo Martins, no bairro Samambaia, em Praia Grande, para descansar, quando dois ladrões os renderam.

As vítimas embarcaram 26 toneladas de arroz em São Borja (RS) para levá-las até um atacadista na Zona Noroeste de Santos. Da marca Alibabá, o produto se encontrava acondicionado em 864 sacas a está avaliado em R$ 73.440.




Um dos assaltantes portava arma de fogo. Eles entraram na cabine do caminhão e mandaram o motorista e o ajudante se deitar na boleia. Em seguida, o outro ladrão ligou o veículo e passou a dirigi-lo.

Perto da divisa de Praia Grande com Mongaguá, as vítimas foram obrigadas a sair do Scania e a ingressar em uma mata. Elas permaneceram neste local durante três horas, sob a vigilância do criminoso armado. O outro assaltante fugiu com o Scania, ao qual estava engatada a carreta com a carga de arroz.

No momento de libertar as vítimas, o ladrão que as mantinha reféns fugiu com um terceiro comparsa, que surgiu no matagal pilotando uma moto. A placa deste veículo não foi anotada.

No início da noite, os investigadores Alexandre dos Santos e Roberto Gomes localizaram apenas o caminhão abandonado na Avenida Tiradentes, no Balneário Copacabana Paulista, em Mongaguá.

Carga

Ainda não havia queixa de roubo do Scania, mas os policiais civis conseguiram apurar que dele havia sido desengatada uma carreta. Eles a localizaram na Rua das Maritacas, no Balneário Arara Vermelha, também em Mongaguá.



“No momento da nossa chegada, populares tentavam saquear algumas sacas da carreta. Conseguimos recuperar 10,8 toneladas de arroz”, contou o investigador Alexandre.

Momentos depois, os policiais foram informados que o caminhoneiro e o seu ajudante chegaram ao 3º DP de Praia Grande (Solemar) para registrar o roubo. As investigações prosseguem para identificar os ladrões e os receptadores da carga de arroz.

Fonte: A Tribuna

brasildotrecho:

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Este site usa cookies.

ler